Anuncio
Volta às aulas

Vinte e duas escolas dos municípios de Pedro II e Lagoa de São Francisco recebem kits de higiene para combater à Covid-19 na volta às aulas

Iniciativa do UNICEF realizada em parceria com a ASA e prefeituras municipais é voltada à promoção do Direito Humano à água e à saúde e contempla mais 2.700 estudantes de escolas urbanas e rurais

16/12/2021 17h42
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: Asa Brasil
135

Nos municípios de Pedro II e Lagoa de São Francisco, 22 escolas da rede municipal que atendem a 2.755 estudantes das áreas urbana e rural estão recebendo reforço na infraestrutura de higiene, com a implementação de kits compostos por pia com armazenamento de água, sabonete, álcool 70%, máscara, absorventes, sabonete e máscara. A ação integra o Projeto Água, Saneamento e Higiene, parte da resposta à pandemia do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), cujo objetivo é contribuir com a manutenção de atividades essenciais de forma segura para crianças e adolescentes, evitando a disseminação do novo coronavírus. A realização local é da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), por meio da Obra Kolping, em parceria com as prefeituras municipais, por meio das Secretarias de Educação.

As atividades estão sendo distribuídas em 10 escolas das áreas rurais e uma da área urbana do município de Lagoa de São Francisco e de 11 escolas rurais do município de Pedro II. Os itens de higiene já começaram  ser instalados e, nesta quarta-feira (15) e quinta feira (16), um grupo formado por representantes do UNICEF, Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido, Obra Kolping e gestores municipais e de educação visitam 11 das 22 escolas  contempladas com o projeto  nos dois municípios.

O especialista em Água e Saneamento do Semiárido pelo UNICEF, Raul Ávila, destaca que o objetivo da visita é ver o projeto sendo realizado nas escolas “e entender como está a aceitação, primeiramente, por parte das crianças e adolescentes e também pelos gestores escolares”, explica. O coordenador da Obra Kolping, Raimundo João reforça que a visita é um momento de acompanhar de perto o andamento do projeto, que tem tido “um impacto muito positivo no município no processo de enfrentamento à Covid-19 de forma concreta”, ressalta. Ele completa, destacando que visita é momento de “compartilhar conhecimento e vivenciar a realidade que vivem as escolas envolvidas com o projeto”, finaliza.

Além das entregas dos itens de higiene, o projeto prevê ações educativas e de comunicação sobre cuidados com a higiene na volta às aulas, envolvendo profissionais de educação das escolas municipais sobre como cumprir os protocolos de segurança contra a covid-19, o que inclui práticas de higiene,l ançando mão dos kits instalados nas escolas. Também serão realizadas ações educativas junto à população local sobre a importância da saúde e da higiene no ambiente escolar.

Instalação do lavatório nas escolas da zona rural

Para Raimundo João, da Obra Kolping, entidade que executa o projeto e que integra o Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido, essa ação é estratégica porque, além de capacitar os professores, as crianças e os adolescentes, irá envolver outros sujeitos. “Vai ser a partir da escola que as crianças vão começar a também intervir de forma direta dentro do lar, com suas famílias, assim o projeto está criando estratégia para enfrentamento a covid-19 a partir da escola”, explica.

A promoção do direito à água é uma das principais áreas de atuação da ASA. Nesta direção, Raimundo destaca que as escolas contempladas possuem água de cisterna, poços, chafariz ou carro pipa e que o projeto vai fortalecer essa estrutura. “Com a instalação dos lavatórios com armazenamento de água, além dos demais itens que compõem os kits, a prática de higiene será facilitada”, completa.

As capacitações que deram início ao projeto nos últimos dias 19 e 23 de novembro, contaram com as participações de gestores municipais das secretarias de Educação, Saúde, Assistência Social, Conselhos municipais de educação e saúde e dos profissionais das escolas municipais locais. Para Luzia Vieira, que trabalha como zeladora na escola da Comunidade Goiabeira, o projeto contribui com a escola para a segurança contra a Covid-19 na volta às aulas, que é uma preocupação de pais e profissionais que atuam na educação.

“É de grande importância para nós profissionais que atuamos na educação porque nos ajuda na preocupação com o alunado, com suas diferentes vivências na escola e em casa. E nós da educação somos privilegiados a estar cada vez mais capacitados, em trazer para nossas escolas informações tão importantes, relacionados à saúde e educação nesse período em que vivemos”, diz.

 

O Projeto

Em parceria com JOHNSON’S®?, o UNICEF irá instalar estações de lavagem de mãos e distribuir kits de higiene em escolas do Pará e Piauí. Juntos,  eles apoiam a reabertura segura de 44 escolas, beneficiando mais de 4 mil crianças. O UNICEF implementa  a iniciativa em parceria com organizações da sociedade civil. No Piauí, a Articulação semiárido Brasileiro é Parceira no projeto, tendo como entidade executora a Obra Kolping do Piauí.

 

Fonte e Fotos: ASA Brasil  

Luzilândia - PI
Atualizado às 23h51
25°
Pancada de chuva Máxima: 32° - Mínima: 25°
25°

Sensação

9.7 km/h

Vento

75.4%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ouvidoria da PML
Municípios
Sabóia Clínica Popular
Últimas notícias
Kuriça Construções
Ortoface
Mais lidas
Anúncio