Anuncio
Economia no Campo

Desativada há oito anos, casa de Farinha recebe incentivo e alavanca a produção na região de Luzilândia

A ação, segundo o secretário Cristóvão Rodrigues, faz parte da visão de gestão da Prefeita Fernanda Marques, que busca incentivar os produtores da região para fortalecer a produção agrícola local.

04/10/2021 15h09Atualizado há 3 semanas
Por: Edição Paula Andréas
713
Foto Blog Na Mira da Mídia
Foto Blog Na Mira da Mídia

Desativada há oito anos, a Casa de Farinha do Assentamento Olho D’água Cercado hoje voltou a ser uma das maiores produtores da região. Com o apoio da Prefeitura de Luzilândia, através da Secretaria de Agricultura Pesca e Abastecimento, visando melhorar a produção e ofertar uma farinha de melhor qualidade, os produtores receberam um curso de  beneficiamento do produto.

A ação, segundo  o secretário de Agricultura, Abastecimento e Pesca, Cristóvão Rodrigues, faz parte da visão de gestão da Prefeita Fernanda Marques, que busca incentivar os produtores da região para fortalecer a produção agrícola local. “A prefeita Fernanda Marques, ao tomar conhecimento dessa casa de farinha, nos pediu que fizéssemos um levantamento de como  essa poderia voltar a funcionar e hoje, com o apoio da prefeitura de Luzilândia, através da secretaria de agricultura, a casa de farinha foi reativada e a produção voltou a funcionar, o manejo da mão de obra está a todo vapor”, afirma o secretário.

Raimunda Nonata Liarte, antiga produtora de farinha, comenta que antes do curso a farinha não tinha venda, pois segundo ela não tinha preço e não tinha comprador. “Procurei fazer um curso, procurei a secretaria de Agricultura, agora com o curso estamos fazendo uma farinha de qualidade para fornecer ao município, até o preço aumentou, estou muito feliz", destaca Raimunda.

Para Francisco Pereira da Silva, conhecido como Chico Bilé, presidente da Associação de Moradores, a produção hoje pode ser comparada a uma indústria de farinha. Ele conta que antes,  a maior dificuldade era o incentivo. "Não tínhamos mercado pra vender a farinha, ficava difícil por isso, aqui produzimos uma farinha de qualidade, na região só tem aqui, agora com o incentivo da prefeita deu uma melhorada pra gente vender o produto, hoje temos como produzir na safra uma faixa de quatro a cinco mil quilos de farinha, juntando todos os produtores da região, também produzimos goma, assim como outras casas de farinha. Pra nós produtores é um incentivo muito grande, se a prefeitura junto com a secretaria de agricultura está comprando a farinha, então é melhoria de vida pra nós produtor que somos aqui do município de Luzilândia”.

Com informações e Fotos da Assessoria/ Editada