Anuncio
Perdeu para a Covid

Estudante que perdeu pai, mãe e irmã faz protesto ao ser vacinada

Maria Clara recebeu a vacina por ser estagiária da área da educação, categoria incluída como grupo prioritário no início desta semana.

18/06/2021 15h40
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: Cidade Verde
77
Foto: Reprodução/redes sociais
Foto: Reprodução/redes sociais

A estudante Maria Clara Honorato, que perdeu os pais e a irmã para a covid-19 em um intervalo de duas semanas, recebeu a primeira dose da vacina nesta quinta-feira (17). Durante a aplicação do imunizante, ela utilizou uma blusa com a frase de protesto "Fora Bolsonaro" e segurou um cartaz com os dizeres "Vacina salva, máscara protege, Bolsonaro mata". 

Maria Clara recebeu a vacina por ser estagiária da área da educação, categoria incluída como grupo prioritário no início desta semana. 

A jovem de 22 anos registrou o momento em uma publicação nas redes sociais e lembrou dos familiares que perdeu para covid-19. "A dose que minha irmã, minha mãe e meu pai não tomaram", escreveu 

Foto: Reprodução/redes sociais

A primeira morte na família de Maria Clara foi a da irmã, a nutricionista Bianca Maranhão, de 24 anos, que faleceu no dia 26 de maio após complicações da doença. Apenas dez dias depois, a mãe das jovens,  professora Noélia Maranhão, também morreu por complicações da covid-19. 

No último dia 08 de junho, Maria Clara também perdeu o pai, o empresário Manoel Honorato Nascimento, que também não resistiu à Covid. 

Bastante emocionada, Maria Clara fez um discurso de protesto na frente da escola onde a mãe lecionava. Na ocasião, a jovem lamentou as mortes, criticou o governo Federal e defendeu a ampliação das vacinas no Brasil.

 

 

Luzilândia - PI
Atualizado às 06h23
22°
Poucas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 22°
22°

Sensação

9.2 km/h

Vento

81.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ouvidoria da PML
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Ortoface
Kuriça Construções
Mais lidas
Fonoaudiologa Vivianne
Anúncio