Anuncio
Covid-19 no Piauí

Lacen confirma 1º caso da variante do coronavírus em território piauiense

O governo do estado informou que a cepa foi identificada em exame de um dos pacientes que veio de Manaus.

03/02/2021 14h12
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: Cidade Verde
101
Foto: Claudio Furlan/DiaEsportivo/EstadãoConteúdo
Foto: Claudio Furlan/DiaEsportivo/EstadãoConteúdo

Exame do Lacen (Laboratório Central do Piauí) confirmou o primeiro caso, identificado em laboratório do estado, da variante do coronavírus em território piauiense.

O governo do estado informou que a cepa foi identificada em exame de um dos pacientes que veio de Manaus. O paciente foi monitorado, tratado com o protocolo do Ministério da Saúde, e já teve alta médica. A pessoa, segundo dados do governo, estava com sintomas leves e não chegou a precisar de UTI. Ele já voltou para o Amazonas. 

A confirmação da variante no Piauí já foi comunicada ao Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi).

De acordo com o governo do estado, o paciente já chegou no Piauí após 15 dias do primeiro sintoma e não estava transmitindo a doença.  Como o Lacen acompanha todos os pacientes, foi feito o exame e constou que o vírus não estava ativo, mas se assemelhava com a variante identificada em Manaus.


Veja nota do governo do estado


A Secretaria de Estado da Saúde, a Fundação Municipal de Saúde, a Superintendência do Ministério da Saúde no Piauí, Hospital Universitário da UFPI e o Laboratório Central do Piauí (Lacen), informam que foi detectado em um paciente que veio de Manaus (AM) fazer tratamento de Covid-19 em Teresina, uma variante genérica P1 do Corona Vírus. 

Vale ressaltar que ao chegar em Teresina, o paciente já não transmitia mais a doença, pois apresentou-se com uma forma leve da doença, e já estava com mais de 15 dias do início dos sintomas. Entretanto, foram mantidos todos os procedimentos médicos de isolamento e proteção das equipes de saúde, bem como  foram realizados  testes na equipe que o atendeu e não foi registrada nenhuma infecção e nem transmissão a terceiros. 

O paciente em questão já teve alta médica curado e já retornou para Manaus. 

Todos os órgãos públicos de saúde do país, coordenados pelo ministério da saúde, reafirmam que o auxílio a pacientes do Amazonas é uma ação conjunta, integrada em todo o território nacional, para que o atendimento seja sempre de forma segura e eficiente.

Os pesquisadores recomendam um aumento da vigilância sorológica e do genoma para entender a dinâmica da nova linhagem do vírus, sua capacidade de reinfecção e o efeito das vacinas.

Estudo de  250 genomas de coronavírus de pacientes do Amazonas revelou que 18 linhagens diferentes do Sars-CoV-2 já circularam pelo Estado.

A nova variante do coronavírus tem preocupado a comunidade médica pelo alto potencial de transmissão. Os sintomas da doença, no entanto, são similares aos do vírus inicial: febre, tosse, dor de garganta, fadiga e dores musculares.

Em texto publicado na revista científica The Lancet, em 27 de janeiro, um grupo de pesquisadores, com participação da USP, aponta que o novo surto em Manaus pode estar ligado à nova variante do vírus, potencialmente mais transmissível, e à perda de anticorpos dos que foram infectados na primeira onda da doença, em abril do ano passado.

 

Luzilândia - PI
Atualizado às 23h02
26°
Muitas nuvens Máxima: 31° - Mínima: 24°
28°

Sensação

8.1 km/h

Vento

91.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ouvidoria da PML
Municípios
Sabóia Clínica Popular
Últimas notícias
Ortoface
Kuriça Construções
Mais lidas
Vidália Nutricionista
Maura Joias e Acessórios
Anúncio