Anuncio
Caso Pastor Anderson

‘Vamos vencer essa batalha na oração’, diz Flordelis em áudio para fiéis

Segundo a polícia, antes do assassinato a tiros, Flordelis tentou matar o marido pelo menos quatro vezes — uma delas com doses de arsênico na comida.

27/08/2020 23h53
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: MSN
115

A deputada federal Flordelis, acusada de ter mandado matar o marido, pastor Anderson do Carmo, enviou um áudio para fiéis de sua igreja em Piratininga, Niterói, na última terça-feira, 25, em que afirma: “Vamos vencer essa batalha na oração”. As informações obtidas pelo jornal ‘Extra’.

Segundo o Extra, no áudio, Flordelis teria convocado fiéis para um culto que aconteceria naquele dia e defendeu seu filho afetivo, o pastor Carlos, que está preso acusado de ter envolvimento no assassinato do pai, também afetivo, o pastor Anderson.

Flordelis ainda teria pedido que nenhum fiel “dê respostas nas redes sociais” e que a “batalha” será “vencida na oração”.

“Nada é permanente. Tudo vai passar. Já já tudo vai ser esclarecido. VocÊs vão acompanhar aí todos os esclarecimentos. Pastor Carlos não tem nada a ver com nada, tá bom? É mais uma covardia, é mais um teatro desse povo. Mas nós vamos vencer essa batalha na oração. Ninguém dê resposta nas redes sociais. Não vamos brigar. Essa briga não é nossa. Essa briga é de Deus”, teria dito Flordelis no áudio que o Extra teve acesso.

No áudio, a deputada não cita em momento algum as acusações feitas contra ela pelo Ministério Público, segundo o jornal.

Entenda o caso Flordelis

A Polícia Civil e o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) denunciaram a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) como a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto em 2019.

Por ter foro privilegiado, a parlamentar não será presa agora. Outras dez pessoas também foram denunciadas pelo crime.

O inquérito concluiu que o pastor Anderson foi morto por questões financeiras e poder na família, já que ele controlava todo o dinheiro do Ministério Flordelis, hoje rebatizado de Comunidade Evangélica Cidade do Fogo.

De acordo com as investigações, Flordelis já planejava desde 2018 a morte  de Anderson. Segundo a polícia, antes do assassinato a tiros, Flordelis tentou matar o marido pelo menos quatro vezes — uma delas com doses de arsênico na comida.

Na manhã do dia 24 de agosto, policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI) e do MP-RJ cumprem nove mandados de prisão e 14 de busca e apreensão em endereços ligados à deputada Flordelis em Niterói, São Gonçalo, Rio de Janeiro e Brasília. Cinco filhos da parlamentar e uma neta foram presos.

O pastor Anderson do Carmo foi morto na noite de 16 de junho de 2019com mais de 30 tiros na garagem da casa onde morava com a família em Pendotiba, Niterói. Para a polícia, ficou evidenciada a intenção de matá-lo, sem que Anderson tivesse a chance de reagir.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Luzilândia - PI
Atualizado às 13h27
37°
Poucas nuvens Máxima: 38° - Mínima: 24°
38°

Sensação

12.3 km/h

Vento

30.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Maura Joias e Acessórios
Queimadas
Últimas notícias
Ortoface
Mais lidas
Kurica