Anuncio
Pandemia

Quarentena do Coronavírus: luzilandense relata situação na Itália e alerta “obedeçam aos decretos”

Dona Socorro é irmã do comerciante Chico Pinto e de Dona Rosário Pinto. O áudio, em que relata a situação em que vive a família hoje na Itália, foi enviado ao sobrinho, o comerciante João Batista.

22/03/2020 15h19Atualizado há 4 meses
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: Paula Andreas/Clica Luzilândia
1.681
Imagem rara na Itália: mulher retorna do supermercado com máscara em ruas desertas de Milão. Flavio Lo Scalzo/Reuters
Imagem rara na Itália: mulher retorna do supermercado com máscara em ruas desertas de Milão. Flavio Lo Scalzo/Reuters

“Fratelli d’Italia”, a primeira estrofe do hino italiano quer dizer “irmãos italianos”, e caracteriza bem o País, que historicamente é conhecido como um povo acolhedor, que gosta de boa comida, conhecido mundialmente pelas massas e pelo bom vinho e, sobretudo, de estar com os amigos e a família. No entanto, esse cenário mudou, desde que o surto do coronavírus modificou a rotina das milhões de pessoas que vivem no País, dentre essas a família da luzilandense Socorro Pinto, que  se viu no epicentro da pandemia, algo que para ela parecia longe de se tornar real.

Dona Socorro, em áudio enviado ao sobrinho João Batista Pinto, explica a sua rotina após o governo da Itália ampliar os cuidados em decorrência da pandemia de coronavírus. Ela que mora na Itália há muitos anos , hoje vive trancada dentro de casa,  desde que  o País começou a adotar medidas drásticas para tentar conter o vírus. O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, assinou decretos que estabelecem a necessidade das pessoas portarem uma autorização especial para circular e viajar. “João Batista aqui está uma tragédia, só ontem morreram 120 pessoas, está tudo fechado não se pode andar nas ruas, você vai só em farmácias e supermercados... e continua morrendo gente”, diz ela no áudio.

Uma alerta que a luzilandense faz a partir da vivência da pandemia hoje na Itália é que seus conterrâneos não ignorem o poder de contágio do vírus e se resguardem. “É uma doença terrível e quando o governo baixa um decreto você deve cumprir, o caso é complicado, você esteja atento porque quando os médicos falam uma coisa você deve cumprir, aqui não tem ninguém, está deserto as ruas... é tudo fechado por ordem, decreto, e até quando você vai na farmácia a polícia te barra para pedir documentos...” conta

A situação na Itália ainda continua crítica, neste sábado (21) o País registrou um novo recorde em mortes, 793 mortos em 24h. O número total de mortes subiu para 4. 825 em um mês.

Números do Coronavírus no Brasil

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 13h30 deste domingo (22), 1.226 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 26 estados e no Distrito Federal. São 18 mortes no Brasil, três no Rio de Janeiro 15 em São Paulo. No Piauí, dados do Governo do Estado no ultimo boletim divulgados informam que há quatro casos confirmados, todos em Teresina.

Em Luzilândia, Secretaria Municipal de Saúde e a Direção do Hospital Estadual Gerson Castelo Branco informaram que não há casos de suspeitas de contágio por Coronavírus. No entanto a diretora do Hospital, Renata Fenelon, explica que as pessoas não devem se basear em números, visto que o alto índice de contágio pelo vírus, e alerta para as medidas necessárias para que Luzilândia continue sem casos confirmados. “A população precisa seguir as orientações recomendadas, ficar em casa mesmo, evitar aglomerações. É precaução, não devemos deixar para agir só com casos confirmados, a hora de agir é agora”, diz.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Luzilândia - PI
Atualizado às 06h17
24°
Poucas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 24°
24°

Sensação

8.8 km/h

Vento

85.2%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Maura Joias e Acessórios
Últimas notícias
Ortoface
Mais lidas
Kurica