Anuncio
Corso de Luzilândia

Conheça o luzilandense que se destaca na produção das melhores fantasias do Corso de Luzilândia

Unindo criatividade, originalidade, espontaneidade Paulo César construiu sua própria história ao produzir fantasias e vencer em praticamente todas as edições do Corso de Luzilândia.

25/02/2020 14h18Atualizado há 1 mês
Por: Edição Paula Andréas
751
O Corso movimenta o carnaval de Luzilândia desde 2013, quando foi criado, e leva para as ruas alem de animação muita criatividade. O evento tem como objetivo promover uma festa sadia não só para os adultos, mas para as crianças, que tem uma oportunidade de se fantasiar e cair na folia. O Corso também faz crescer a venda de fantasias e gera renda aos comerciantes, além incentivar artistas locais. Alguns produzem suas próprias fantasias, como é o caso do professor luzilandense Paulo César.
Este ano o evento aconteceu no sábado de Carnaval (22) e reuniu milhares de pessoas em uma das maiores edições do evento desde sua criação. Os foliões lotaram as ruas da cidade, muitos estavam fantasiados visando a premiação, enquanto outros preferiram se divertir ao lado  de amigos e familiares. 
Paulo César foi destaque em várias edições do evento, este ano novamente foi premiado como a melhor fantasia adulta. "Fabrico todo ano as fantasias sozinho, com material reciclado. Gosto, admiro e sou fã do universo dos super-heróis", comenta. 
Na primeira edição do corso, em 2013, Paulo César não teve interesse em participar, mas as fantasias o chamaram atenção e pensou 'no próximo vou participar', e assim o fez. Paulo César conta que viu o Corso de Luzilândia como uma janela para mostrar seu trabalho.  Ele destaca que na época, em 2014, The Walking Dead estava em alta, mesmo sem nunca ter feito maquiagem pensou em fazer o tema, arriscou e deu certo, foi sua estréia, aquela que abriria as contagens para vencedor nos anos seguintes.
Em 2015 não participou diretamente da disputa por conta de um problema pessoal, mas ajudou a produzir a fantasia de sua filha de coração, Luna - A Bruxinha,  que venceu na categoria melhor fantasia feminina infantil. Já no ano seguinte 2016 colocou na avenida Smiley a Face da Morte. Ele conta que pensou em fazer maquiagem, mas como não tinha material, improvisou no dia e deu certo mais uma vez. 
"A partir do terceiro eu vi que a aceitação do publico foi boa, eles ficavam meio que me esperando, eu fui com o Homem de ferro, nesse vou botar pra arrebentar. O Homem de Ferro em 2017, foi o primeiro e maior desafio que eu tive em relação a fantasia, esta foi criada do zero, sem ter de onde tirar material, foi utilizado o papelão a fonte mais fácil que encontrei. O homem de ferro levou oito meses pra ser feito", Destaca.  
No ano seguinte 2018, para produzir "O Predador" o artista diz que "namorou" a peça, a fantasia levou vinte e dois dias pra ser feita. Mas valeu a pena, mais uma vez venceu na categoria em que participava. Em 2019 por conta de questões profissionais não foi possível sua participação no evento, desta vez o publico que lhe aguardava, sentiu um vazio pela sua ausência
Este ano, Paulo César voltou com força total, comemorou mais uma vez o sucesso no Corso, destacando a criatividade e originalidade de sua fantasia "Hulk Busther",  desbancou os concorrentes e venceu como a melhor fantasia masculina adulta, levantou a empolgação do publico, que lotou a praça João Santa Luzia, local onde foram anunciado os vencedores de cada categoria. 
Hulk Busther - Melhor Fantasia Adulto Masculino 2020

"Eu gosto de desafio, quanto mais eu vejo que a fantasia é mais difícil, mais eu quero fazer. Eu não trago só a fantasia, eu procuro mostrar o personagem por trás dela. Eu vejo o Corso como a maior vitrine para mostrar meu trabalho, a cada ano procuro me superar. O Hulk Busther levou três meses pra ser feito, eu trabalhava todos os dias, manhã tarde e noite. " - pontuou Paulo César. 
 
A maioria dos foliões se fantasiam apenas para curtir o evento, mas existem alguns que realmente levam a sério a competição e investem na produção. “A gente viu a evolução também das fantasias, muita criatividade, todo ano fica mais difícil para os jurados”, comenta o professor Jhon Lima, do Grupo Reboque de Cultura.
 
Acompanhe o trabalho de Paulo César ao longo de cada edição:
 
 2013 - Não participou
 2014 - The Walking Dead
 2015 - Bruxinha (Filha do Paulo César)
 2016 - Smiley a Face da Morte
 2017 - Homem de Ferro
 2018 - Predador
 2019 - Não participou
 2020 - Hulk Busther


 
 Ricardo Vale do Blog Na Mira da Mídia/  Edição Paula Andreas
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Luzilândia - PI
Atualizado às 23h13
25°
Pancada de chuva Máxima: 32° - Mínima: 24°
25°

Sensação

8.7 km/h

Vento

87.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
Dr. Saboia
Municípios
Maura Joias e Acessórios
Últimas notícias
Ortoface
Mais lidas
Kurica