Anuncio
Críticas

Bolsonaro insinua que W.Dias quer que a população do Piauí continue pobre; Governo revida

Após presidente da República divulgar em uma live que um empresário estaria pensando em desistir de investir no Piauí, Governo do Estado solta nota desmentindo.

18/01/2020 08h38
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: Oitomeia
64

Em um vídeo ao vivo, as chamadas ‘live’, feita através do Facebook, na noite desta quinta-feira (16/01), o presidente da República Jair Bolsonaro (Aliança Pelo Brasil) citou o Piauí e causou polêmica com o governador Wellington Dias (PT).

Bolsonaro faz questão de lembrar a quem o assiste que o Piauí é, segundo sua fala, “o estado mais pobre do Brasil”, e que Wellington, através de sua secretaria estadual de Meio Ambiente (Semar), não concede uma licença ambiental de forma proposital. Segundo o presidente insinua, o governador impede isso de propósito porque quer que o estado continue pobre para continuar no Poder através de políticas assistencialistas.

 

“Um grande empresário australiano conversando comigo, ele é da área da mineração e está querendo explorar vanádio no Piauí, o estado mais pobre do Brasil. Está há três anos lutando por uma licença ambiental no estado. E não consegue. O governador lá é quem indica. É uma visão tacanha. O método de explorar não tem agressão ao meio ambiente. Mas o secretário não concede essa licença ambiental e ele está a ponto de desistir do empreendimento. Afinal de contas, esse estado governado por petistas, quanto mais for desinformado o povo, quanto menor for aquisitivo, quando menos instrução tiver, mais fácil de o cara se perpetuar no Poder. Vai comprar o voto com alguns projetos assistencialistas. É uma grande verdade”. Assista o trecho que Bolsonaro fala do Piauí:

O QUE O GOVERNO DO PIAUÍ DIZ

A reportagem do OitoMeia buscou a assessoria de imprensa do governador Wellington Dias e a própria secretária de Meio Ambiente Sádia Castro -e não secretário, como disse Bolsonaro. Em nota encaminhada, o Governo do Estado nega que tenha recebido qualquer solicitação de licenciamento para exploração de vanádio como foi mencionado pelo presidente da República.

Segundo a nota, quem procurou o Governo do Estado, através da Semar, foi a empresa Riverbank Resources Mineração Ltda. Mas realizou apenas um pedido de licença para pesquisa e sondagem ainda no ano de 2017. Diz a nota que a empresa não deu sequência aos estudos. A solicitação venceu ainda em março de 2017. O Governo do Piauí também destacou as concessões de licenças ambientais feitas pela Seman seguem com rigor os trâmites pertinentes ao procedimento, atendendo todas as exigências legais inerentes ao controle ambiental. Diz a nota:

“A Secretaria de Estado de Meio Ambiente Recursos Hídricos do Piauí informa que NUNCA recebeu solicitação de licenciamento para exploração de vanádio como foi mencionado em rede social pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de ontem (quinta, dia 16/01). O que consta nos registros do órgão é somente uma solicitação de autorização para que a empresa Riverbank Resources Mineração Ltda procedesse atividades de “investigação geotécnica, destinadas a subsidiar a formulação dos trabalhos básicos e fundamentais para a definição de viabilidade técnica e econômica de exploração de fosfato. A solicitação foi concedida, mas está vencida desde 23/03/2017.  A Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Piauí destaca ainda que a concessão de licenças ambientais seguem com rigor os trâmites pertinentes ao procedimento, atendendo todas as exigências legais inerentes ao controle ambiental. No caso em específico, reiteramos que empresa citada solicitou apenas a licença para pesquisa e sondagem, não dando sequência para os estudos. Caso a empresa renove o pedido, o mesmo será atendido como foi feito anteriormente.Estas autorizações estão vinculadas às solicitações constantes no processo Semar n° AA.130.1.011069/14 de 22 de outubro de 2014.

PIAUÍ É O ESTADO MAIS POBRE DO BRASIL?

A nota, ao reforçar o “NUNCA” desmente a fala do presidente Jair Bolsonaro. Não bastasse essa situação junto à Semar, agora o governador Wellington Dias tem argumento suficiente para dizer que o presidente Jair Bolsonaro mentiu ao falar sobre o Piauí ser o estado mais pobre do País.

 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na sua divulgação mais recente, de novembro de 2019, o Piauí ocupa a nona posição entre os estados que mais possuem pessoas em condição de pobreza ou extrema pobreza. O estado que ocupa o primeiro lugar, na verdade, é o Maranhão, como mostra o gráfico abaixo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.