Anuncio
Saúde delicada

Claudia Rodrigues teve perda de massa encefálica

A empresária da atriz, Adriana Bonato, conversou com o "Tricotando" e explicou o delicado estado de saúde de Claudia e as opções de tratamento.

17/10/2019 21h23
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: Folhapress
43

Claudia Rodrigues  foi internada às pressas no último domingo (13) e passou por um exame que detectou uma perda considerável de massa encefálica. A empresária da atriz, Adriana Bonato, conversou com o "Tricotando" e explicou o delicado estado de saúde de Claudia e as opções de tratamento.

“Domingo (13) ela não passou bem. Começou com tontura, mal estar e quase desmaiou”, disse Adriana. “Quando chegou no hospital, ela fez a ressonância, aí o médico já internou imediatamente e falou que a situação era bem diferente do que a gente esperava. Ele disse que a doença está progressiva e a massa encefálica diminuiu consideravelmente”, contou a empresária.

“O que assustou a gente é a proporção dessa degeneração (cerebral), porque a gente descobriu que ela começou a perder em abril e pelo o que vimos, ela perdeu em poucos meses o que deveria ter perdido em dois anos”, explicou.

Adriana ainda conta as opções de tratamento que a equipe médica cogita para Claudia: “Estamos esperando o resultado de mais exames para decidir qual tratamento. Temos duas opções no momento. Uma é um remédio que ela toma de seis em seis meses, é uma medicação cara, custa R$ 120 mil, mas a gente nem está preocupado com isso agora, o importante é a saúde dela. Essa é uma das primeiras opções”.

A empresária ainda explica a segunda opção de tratamento, que o ocorreria nos Estados Unidos: ”Dependendo do nível de degeneração, esse remédio (primeira opção) não faria nenhum efeito, então, uma opção que a gente estava vendo nos Estados Unidos é uma cirurgia que não envolve corte, mas que o paciente é submetido a uma temperatura de 160°C. A pessoas que foram submetidas a esse tratamento apresentaram uma grande melhora”.

Adriana conta que, no entanto, esse tratamento foi usado em pacientes com AlzheimerParkinson e esclerose amiotrófica, mas Claudia foi diagnosticada com esclerose múltipla, e essa doença não pode ser exposta a uma temperatura tão alta. 

“O problema é que a esclerose múltipla não pode ser submetida a essa temperatura. Então essa é a nossa última opção. Até domingo (13) ela não era necessária, mas no domingo foi apresentada essa degeneração e agora estamos avaliando”, disse a empresária.

Adriana ainda diz que a decisão por qual opção de tratamento deverá ser tomada em breve. “Depois que o resultado dos exames sair, nós vamos sentar com a equipe médica e decidir como vamos prosseguir com o tratamento”, finalizou.

Fonte: Folhapress

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Dr. Saboia
Blogs e colunas
Maura Joias e Acessórios
Últimas notícias
Ortoface
Mais lidas
Kurica