Anuncio
Erro de comunicação

Cartaz com informação errada de curso causa indignação em Luzilândia. Secretária reconhece o equívoco

O curso teria a carga horária de 240h, mas gratuito seria apenas 20h, para obter o certificado completo, os participantes teriam que pagar o valor de R$ 150,00.

14/09/2019 00h50Atualizado há 1 mês
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: Da Redação
571

O WhatsApp do Clica Luzilândia recebeu durante  esta sexta-feira (13) algumas mensagens de luzilandenses reclamando de um curso que seria oferecido pela  Secretaria Municipal de Saúde de forma gratuita, mas que ao chegarem  ao local foram informados que teriam que pagar o curso completo. De acordo com o cartaz divulgado , o Curso de Relações Humanas, com a carga horária de 240h seria oferecido nos dias 13 e 14 no Sindicato de Trabalhadores Rurais de Luzilândia, mas ao chegarem ao local os participantes foram informados que gratuitamente seria apenas 20h, para obter o certificado do curso completo teriam que pagar o valor de R$ 150,00.

Os interessados deveriam fazer pré-inscrição gratuita no prédio do NASF, como foi divulgada no cartaz, para garantir a vaga, mas ao fazê-la também não foram informados de como funcionaria o curso. “Ninguém disse nada, a gente ficou sabendo na hora e ficamos indignados porque foi enganação”, diz uma das mensagens.

 A procura pelo curso foi tanta que uma turma à noite também foi criada para atender todos os interessados. Alguns dos participantes que foram ao STR pela manhã, ao serem informados de como funcionaria o curso desistiram e não voltaram à tarde.

Com a repercussão negativa, no período noturno, segundo alunos do curso relataram ao Site Clica Luzilândia, a Secretaria de Saúde Vilma foi até o local e explicou que houve um erro de informação no cartaz divulgado, e pediu desculpa pelo equívoco.   A Secretaria de Saúde estava oferecendo apenas 20h referente ao curso de Relações Humanas, e a empresa oferecia o Curso completo com Carga horaria de 240 pelo valor à cima citado.

Segundo os alunos, ainda, ela informou que o Prefeito Ronaldo Gomes, para amenizar o problema gerado, pagaria a metade do curso de 240h para todos os interessados, inclusive para aqueles do turno da manhã que desistiram de participar. No entanto os alunos não souberam informar os dias em que seriam ministradas essas 220 restantes, visto que em dois dias de curso isso seria impossível.

A Redação tentou entrar em contato com a Secretaria de Saúde Vilma por seu WhatsApp para maiores esclarecimentos, mas até o termino da matéria, não tivemos retorno. Não sabemos informar, e nem os alunos, qual o nome da empresa responsável por oferecer o curso.

Também tentamos entrar em contato com a Presidente do STR, Ioneide Pereira, visto que o curso está sendo realizado no prédio do Sindicato, para buscar mais informações, mas também não tivemos retorno. Falamos então com o membro da diretoria do Sindicato, Cristóvão Rodrigues, que também é vereador, e o mesmo disse que a direção do STR não foi informada da realização do curso da forma como foi exposta hoje. “Não sabemos se a Presidente sabia, até recomendo que você a procure, mas eu como membro da diretoria não sabia que seria dessa forma”, disse.

O Site Clica Luzilândia deixa o espaço em aberto para qualquer esclarecimento. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Dr. Saboia
Blogs e colunas
Portal da beleza acessórios
Últimas notícias
Natalia Financeira
Mais lidas
Kurica