Anuncio
Boa ação

Farmácia evita desperdício com medicamentos doando à população

Além de ajudar quem necessita comprar um remédio, farmácia mantida com doações evita descarte irregular de medicamentos.

13/09/2019 10h19Atualizado há 2 meses
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: O Dia
183
O luzilandense Náiguel Castelo Branco, coordenador do projeto, em entrevista ao Jornal
O luzilandense Náiguel Castelo Branco, coordenador do projeto, em entrevista ao Jornal

Quem vê aquela caixa de medicamentos sem serem usados em casa não imagina o bem que pode ser feito com eles. A "Farmácia da Maria" recebe doação de medicamentos não utilizados e repassa gratuitamente para pessoas que necessitam. 

A iniciativa é da 'Fundação Maria Carvalho Santos' que já desempenha um amplo serviço de apoio a pessoas portadoras de câncer .

Segundo o farmacêutico Náigel Castelo Branco, coordenador do projeto, a ideia surgiu em Blumenau no ano de 2008, quando a cidade passou por uma enchente e necessitavam de remédios para os desabrigados. Por aqui, a ideia foi adaptada e hoje presta um papel fundamental para pessoas que necessitam de remédios e muitas vezes contam com pouca renda para tal, visto que alguns medicamentos tem alto custo.

 

"A principio, o perfil é de pessoas mais carentes, como também classe média, porque nós observamos que apareceram medicamentos com custos elevados também, de 100 reais, 200 reais, medicamentos pro coração. Então para quem ganha um, dois, três salários mínimos gastar 100 ou 200 reais, tem impacto na renda familiar", explica Náigel.

A doação deve obedecer a alguns requisitos, como a medicação estar com pelo menos 90 para alcançar a data de vencimento, esteja em bom estado de qualidade e que tenha embalagem e bula originais. Náigel recomenda que as medicações não sejam guardadas na cozinha e nem em banheiros, por conta da alta unidade e calor que podem afetar a qualidade dos remédios. Tudo passa por uma rigorosa triagem feita pelos farmacêuticos voluntários.

Mesmo sendo de fundamental importância para pessoas de menor renda, a Farmácia da Maria é aberta a qualquer pessoa independentemente de renda. Até mesmo alguns medicamentos que faltam nas farmácias da rede pública  podem ser encontrados lá.

"Qualquer pessoa, independente de classe, renda e localização pode se dirigir até a farmácia de posse da prescrição médica, isso é necessário. E aí nossos farmacêuticos que vão estar lá vão fazer essa dispensação", afirma.

Além de evitar o desperdício, a iniciativa também levanta outra causa, que é evitar o descarte irregular de medicamentos, o que representa uma ameaça ao ecossistema e serres vivos em específico. 

O farmacêutico explica que o Brasil ainda não conta com uma legislação voltada para a população sobre como descartar remédios e a consequência disso é preocupante: cerca de 10 mil toneladas de remédios descartados no meio ambiente por ano. Náigel afirma que hoje no país somente distribuidoras, drogarias e indústrias contam com uma política clara de descarte de medicamentos.

"Esse descarte está a nível de drogarias, distribuidoras e industrias, quando parte para cidadão não há. O que pode é uma leve orientação, mas dizer que tem uma lei que ele possa deixar em algum lugar, deixar para incineração, não tem", ressalta o farmacêutico.


Farmacêutico Náigel Castelo Branco explica como funciona a Farmácia da Maria. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

Em uma campanha iniciada em dezembro de 2018, a Farmácia da Maria arrecadou cerca de 500 caixas de medicamentos e agora aguarda a solidariedade das pessoas para continuar levando essa iniciativa a frente. Para quem precisa, a ação da farmácia é bem mais que um 'santo remédio'.

"Tivemos pacientes, pessoas da fundação e sem ser, que receberam e isso vai passando de boca em boca. Ela receberam das mãos do farmacêutico, receberam orientação, ficaram satisfeitos com o recebimento e isso é um motivo de grande alegria, poder ajudar o próximo", afirma o farmacêutico Náigel Castelo Branco.

As doações de medicamentos podem ser realizadas direto na Fundação Maria Carvalho Santos, que fica na Rua São Pedro, 3113, bairro Ilhotas, Teresina, Piauí, das 8h às 17hs.

Por: Rodrigo Antunes/ODia

  • Farmácia evita desperdício com medicamentos doando à população
  • Farmácia evita desperdício com medicamentos doando à população
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Dr. Saboia
Blogs e colunas
Portal da beleza acessórios
Últimas notícias
Natalia Financeira
Mais lidas
Kurica