Anuncio
Pesquisa

29% dos brasileiros fazem doações a projetos sociais, diz pesquisa

Segundo os dados, entre os brasileiros, 29% realizam doações mensais e tem faixa etária acima de 50 anos.

21/06/2019 16h19
Por: Edição Paula Andréas
Fonte: O Dia
Doações no Lar de Maria. (Foto: Arquivo O Dia)
Doações no Lar de Maria. (Foto: Arquivo O Dia)

Ser doador é um gesto de solidariedade e empatia, e vai além de dividir o seu com o próximo, diz respeito a pensar no outro sem esperar nada em troca. Uma pesquisa inédita no país traz um panorama inédito do doador brasileiro e destaca o potencial de doação representado pelos brasileiros com mais de 50 anos. 

Segundo os dados, entre os brasileiros, 29% realizam doações mensais e tem faixa etária acima de 50 anos. Desses, 26% costumam doar, em média, mais de R$ 100 mensais. Entre os mais jovens, o índice é menor, cerca de 17%. Pelo menos 50% são doadores há mais de três anos, são cidadãos maduros e acredita quem ações individuais somadas podem mudar o mundo. Com relação à temática, as causas mais ajudadas são aquelas que envolvem crianças e jovens (44%); animais domésticos (32%); causas humanitárias (27%); fome e sem teto (26%) e saúde (23%). 

No Piauí, uma das entidades que é mantida 100% através de doações é o Lar de Maria – Casa de Apoio à Criança com Câncer, da Rede Feminina de Combate ao Câncer. Inaugurada em 2000, na casa são amparadas crianças portadoras de câncer que se encontram em situação de vulnerabilidade social, sempre acompanhadas por um responsável, provenientes do interior do Piauí e de outros estados, durante o tratamento oncológico em Teresina.

O Lar de Maria oferece hospedagem, alimentação, material de higiene pessoal, roupas, calçados, brinquedos, cestas de alimentos, auxílio para aquisição de medicamentos, viabiliza o transporte dos pacientes por meio da compra de passagens, atividades sócio-educativas e de lazer. “Os doadores são os que sustentam nossa instituição. Nós trabalhamos em cima de projetos direcionados para os pacientes e essas doações são distribuídas para atender vários projetos. Não importa o valor que a pessoa doa, toda e qualquer doação é válida para os nossos projetos e nossa instituição, pois dependemos 100% do que as pessoas se dispõem a nos dar”, comenta Gracinha Andrade, vice-presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer do Piauí (RFCC-PI). 

Ela ainda frisa que, quem não teve a oportunidade de doar, tanto para o Lar de Maria como para outras instituições, que busque conhecer o trabalho realizado por essas entidades e colabora com a que mais se identifique. Segundo Gracinha Andrade, os piauienses são muito generosos e sempre contribuem com as ações desenvolvidas pela Rede e que todas as doações são fundamentais para que os pacientes consigam seguir com o tratamento contra o câncer. “É muito importante dividir o que você tem com o próximo, com as pessoas mais necessitadas. As doações que são feitas são de suma importância e temos muito respeito e admiração pelos nossos doadores. A instituição tem quase 20 anos de existência, mas nunca dissemos não a um paciente por falta de recursos. Sempre temos e eles vêm dos doadores. Os piauienses são doadores muitos generosos. São eles que nos ajudam a manter a Lar de Maria, acolhendo a criança e o acompanhante", afirma Andrade. (

Por: Isabela Lopes/ODia

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Luzilândia - PI
Atualizado às 14h17
33°
Poucas nuvens Máxima: 33° - Mínima: 19°
31°

Sensação

18 km/h

Vento

24.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Dr. Saboia
Blogs e colunas
Portal da beleza acessórios
Luzilândia natural
Últimas notícias
Contabilidade Santa Clara
Mais lidas
Anúncio
Kurica