Anuncio
Miss Brasil

Piauí no Miss Brasil: Dagmara se revela feminista, alfineta jurados e monta Top 5

Miss Piauí alfinetou a forma com que alguns jurados expuseram o favoritismo em relação à vencedora, infelicidade, sob o julgamento deste repórter, ocorrida ainda no início do evento.

14/03/2019 12h01
Por: Edição Paula Andréas
225

Encerrado o Miss Brasil 2019, Dagmara Landim, representante do Piauí no maior concurso de beleza do país, veio ao OitoMeia para uma entrevista sobre os acontecimentos durante o confinamento entre os dias 27 de fevereiro e 08 de março, na cidade de Campos do Jordão (SP). A final do certame aconteceu na capital paulista. Júri justo ou injusto? Miss feminista? O Top 5 ideal? E o polêmico favoritismo dos jurados? Saiba, a seguir, o que a piauiense tem a dizer sobre tais questões!

A entrevista aconteceu na manhã desta quarta-feira (13/03). Para iniciar a conversa, Dagmara revelou o ambiente pacífico e descontraído vivido durante 10 dias com as 26 concorrentes. Disputas? Brigas? Puxões de cabelo? Sabotagens? Nada disso! Tudo é mito e as meninas se deram muito bem, pelo menos foi o que confirmou a Miss Piauí 2019, transparecendo segurança no que dizia.

“Eu não senti tanta rivalidade o quanto as pessoas imaginam. Todo mundo pensa num confinamento com ‘competidoras’, mas não tem isso. Todo ficou tranquilo e foi muito divertido. Tinham umas que eu olhava para a cara e começava a dar risada, a exemplo de Paraíba. Ela é muito engraçada e carismática, assim como a Bahia”, exclamou Dagmara, ressaltando a proximidade que teve com a Miss Pernambuco, principalmente pelo fato de serem colegas de quarto.

QUEM DEVERIA SER A MISS BRASIL?

Você tem alguma noção da favorita à coroa para Dagmara? Caso não fosse a própria piauiense, a Miss Sergipe deveria ser a eleita Miss Brasil 2019, ao contrário da mineira Júlia Horta, escolhida pelo público e pelo jurado como a mulher mais bonita do país. A sergipana ainda foi colocada como uma “miss completa”, seja pela história de vida, desenvoltura no concurso, beleza e ainda oratória.

Miss Sergipe 2019 era a favorita de Dagmara, mas parou no Top 15 (Foto: Reprodução Instagram)

“Eu não vi um defeito em Sergipe. Linda, esteticamente mesmo. Ela tem uma beleza facial e corporal magníficas. Ela é uma pessoa maravilhosa. Como pessoa, ela passa tranquilidade. Até hoje, eu não entendi porque ela não avançou no concurso”, lamentou Dagmara. Ingrid Moraes, Miss Sergipe 2019, parou no Top 15.

TOP 5 IDEAL

Vale ressaltar que a piauiense via potencial em todas as candidatas, porém teve que dizer as favoritas dela ao OitoMeia e montou o que seria o Top 5 ideal, incluindo-se. “Eu enxergo o concurso de miss não só tecnicamente, mas também conheci o ser humano que existe por trás da miss. É um misto de técnica e de conhecer as pessoas”, completou. Saibam quais as outras quatro!

Rio Grande do Sul: “Ela é muito maravilhosa, tem uma presença, uma calma. Ela é uma lady”;

Rio de Janeiro: “Ela tem uma história de vida muito bonita. Emocionei-me muito por conhecer a história dela. Ela perdeu o pai recentemente e eu perdi um irmão, então eu sei o que ela passou. Eu entendo toda a superação por trás de um momento como a final do Miss Brasil”;

Sergipe: “Como eu já disse, ela é uma miss completa. Ela merecia a coroa. Depois de mim, eu daria a coroa para Sergipe”;

Pernambuco: “A história de vida também. Pernambuco tem uma história de vida emocionante e a motivação dela é muito nobre. Ela pensa muito na mãe, pois passaram muitas dificuldades e ela via nisso uma oportunidade de mudar a vida dela e da mãe”.

JURADOS ALFINETADOS

Como puderam ver, o Top 5 de Dagmara foi bem diferente da escolha do júri – Minas Gerais, Ceará, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Por outro lado, ela deixou claro que não contesta ou acha injusto tal resultado, já que a miss eleita deve suprir o que o concurso e jurados buscaram naquela noite de 09 de março. Mesmo assim, a Miss Piauí alfineta a forma com que alguns jurados expuseram o favoritismo em relação à vencedora, infelicidade, sob o julgamento deste repórter, ocorrida ainda no início do evento.

“Eu acho que é desnecessário. Não que seja ofensivo, mas é desnecessário. Pode influenciar na decisão dos outros jurados e refletir nas meninas que estão ali. É um ato de muita coragem, você dar a sua cara a tapa, em rede nacional, expondo-se. Eu acho que, talvez, pudesse ser evitado. Isso pode sim evitar algumas meninas que estão ali e que já não estão muito confiantes. Nem precisava eles exporem que ela era preferida porque já tinha um favoritismo em relação à Minas Gerais”, explicou a Miss Piauí 2019.

DAGMARA É FEMINISTA

Não só de beleza e sorriso minimamente plástico que vive uma miss. A Júlia Horta, por exemplo, militou como feminista durante uma entrevista ao site do jornal O Globo publicada na última segunda-feira (11/03). Na ocasião, a mineira afirmou: “Eu acredito que não só posso como devo ser feminista. Me considero uma mulher feminista e quero usar minhas redes sociais para falar sobre assuntos referentes ao feminismo”.

Júlia Horta, Miss Brasil 2019, se declara feminista (Foto: Reprodução Instagram)

Dagmara acompanha a sintonia da Miss Minas Gerais e também se coloca como feminista, desejando que o debate seja ampliado para todas as mulheres, não ficando apenas em discursos de misses. Pautar minorias num concurso de beleza no Brasil vem ganhando corpo, podendo ser percebido desde 2016, com a coroação da baiana Raissa Santana, que representava o estado do Paraná no Miss Brasil. Em 30 anos, ela foi a segunda mulher negra eleita como a mais bonita do país.

“Historicamente, já houve um tempo em que nós, mulheres, não podíamos estudar, não podíamos trabalhar nem escolher com quem casar. Então, muitas mulheres batalharam para que hoje pudéssemos ter essa liberdade. Eu acho que é uma obrigação de nós, mulheres, defendermos e acolher essa causa feminista porque ainda há muitas coisas que temos que lutar para nós e para as gerações futuras”, compartilhou.

TORCIDA A JÚLIA HORTA

Por fim, a piauiense destaca a representatividade da mineira enquanto Miss Brasil e acredita que Júlia Horta pode até ser coroada Miss Universo 2019. “Ela pode até ganhar o Miss Universo, na verdade. Sabemos que nada é impossível. No confinamento, uma tinha que sair Miss Brasil e a eleição dela é simbólica. Ela representa todas as meninas e seus respectivos estados”, concluiu Dagmara ao OitoMeia.

Fonte: Oitomeia

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Luzilândia - PI
Atualizado às 17h48
35°
Poucas nuvens Máxima: 36° - Mínima: 22°
37°

Sensação

3.2 km/h

Vento

39.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
Dr. Saboia
Blogs e colunas
Portal da beleza acessórios
Últimas notícias
dia dos pais max magazine
Mais lidas
Ponto do Açaí
Kurica