Segunda, 17 de dezembro de 2018
86 99956-1389

23/01/2017 ás 08h31 - atualizada em 06/02/2017 ás 17h50

1.525

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Gestão e ex-gestão trocam acusações sobre pagamento de salários da folha de dezembro
De acordo com o relatório emitido pelo Banco do Brasil, nos dias 29 e 30 de dezembro de 2016, foram depositados mais de 1 milhão de reais nas contas da Prefeitura.
Gestão e ex-gestão trocam acusações sobre pagamento de salários da folha de dezembro

A assessoria de comunicação do prefeito Ronaldo Gomes, através de uma rede social, informou que a Prefeitura de Luzilândia efetuará, a partir desta segunda-feira (23/01), até quarta-feira (25), o pagamento do salário referente ao mês de dezembro de 2016, de todos aqueles funcionários efetivos e concursados e o 13º salário dos funcionários que ainda não receberam.



As contas da Prefeitura, com todo recursos que seria utilizado para o pagamento dos servidores, foram bloqueadas no ultimo dia 30 de Dezembro de 2016, através de uma liminar empreitada pelo Prefeito eleito junto ao Tribunal de Contas do Estado. Segundo seus assessores, como medida preventiva para garantir o pagamento dos funcionários.



Já prefeito assumido, Ronaldo Gomes solicitou o desbloqueio e foi atendido pelo TCE. De acordo com a nota divulgada na rede social, a folha salarial está no valor de R$ 750.000,00 somado a R$ 255,000,00 dos funcionários da administração que juntos totalizam o valor de 1.005,000,000, enquanto os recursos do FUNDEB de R$ 235.153,96 com o da repatriação de R$ 601.000,00 não cobre o total da folha somada, mas que a Prefeitura garantirá o pagamento de todos os funcionários.



O outro lado



Entramos em contato com a ex-prefeita Ema Flora, que prometeu que pagaria todos os funcionários antes do fim de seu mandato, mas teve as contas da Prefeitura bloqueada antes de, segundo ela, cumprir a promessa. A ex-gestora afirma que nas contas da Prefeitura ficaram, com certeza, mais de um milhão e trezentos reais, dinheiro suficiente para pagar todos os funcionários de acordo com os valores apresentados pela atual gestão. “Deixamos o pagamento dos servidores do mês de dezembro empenhado”, garantiu Ema.



 



De acordo com esse relatório emitido pelo Banco do Brasil, nos dias 29 e 30 de dezembro de 2016, foram depositados mais de 1 milhão de reais nas contas da Prefeitura. Esse foi, provavelmente, o recurso bloqueado pelo governo de transição da atual gestão. Após analises dos extratos, o Clica Luzilândia não conseguiu confirmar com a ex-gestora se havia saldo nas contas antes desses créditos.





Analisando os extratos das contas da Prefeitura dos dias 02 a 19 de janeiro já de 2017,  outros montantes já entraram nas contas da Prefeitura. Mesmo assim o Prefeito Ronaldo Gomes assinou um decreto de emergência, datado do dia 02 de janeiro, mas que só foi publicado no diário oficial dia 13 de janeiro.



Acusações à parte, o que os servidores agora esperam é que a atual gestão cumpra a promessa e pague o salário de dezembro, “muitos de nós nem emprego mais tem, porque muita gente foi exonerada, e ainda tinha a esperança desse dinheirinho de dezembro, vamos ver se ele paga mesmo”, desabafou uma servidora.  



 



Da Redação do ClicaLuzilândia



Foto: AscomPML


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium