Quarta, 24 de abril de 2019
86 99956-1389
Luzilândia

19/03/2019 ás 02h04 - atualizada em 19/03/2019 ás 08h46

341

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Sem conseguir pagar dívidas e com salários atrasados, Prefeitura de Luzilândia volta a ter contas bloqueadas
Sem informações concretas e atualizadas do Governo Municipal, esses constantes bloqueios no FPM tem causado insegurança aos servidores.
Sem conseguir pagar dívidas e com salários atrasados, Prefeitura de Luzilândia volta a ter contas bloqueadas
Foto: PLM


O Fundo de Participação do Município (FPM), um dos principais repasses financeiro da Administração municipal, mais uma vez foi bloqueado. Uma dívida milionária estaria ocasionando o problema e deixando dezenas de servidores públicos sem seus salários.


De acordo com a Gestão Municipal, o FPM foi bloqueado devido uma dívida no valor de 7.151.686,36 (sete milhões cento e cinquenta e um mil, seiscentos e oitenta e seis reais e trinta e seis centavos), deixada pelas gestões anteriores  que não fizeram o repasse de valores à Previdência Social no ano de 2014. “O município já foi tentar parcelar, colocar no parcelamento que já existe, mas foi negado pela Receita Federal. Querem que seja parcelado em 12 meses, e o município não tem condições de pagar 7 mil em 12 parcelas”, informou o Secretário do Executivo do Município, Cleisson Nascimento.


Essa já é a terceira vez em menos de três meses que o município tem suas contas bloqueadas. Sem informações concretas e atualizadas do Governo Municipal, esses constantes bloqueios no FPM tem causado insegurança aos servidores da Administração, assim como a fornecedores, e comerciantes. O não pagamento dos salários afeta o comércio local  causando prejuízo à toda população. “Se os salários atrasam, os clientes não vêm, os produtos não são vendidos e nós ficamos sem fornecer e assim sem dinheiro”, afirma um comerciante local.


Na última sessão os vereadores denunciaram também o atraso do repasse mensal à Casa Legislativa de Luzilândia. Dos 116.000 (cento e dezesseis mil) destinados à Câmara de vereadores, apenas 60 mil foram repassados. O recurso somente deu para pagar o salário dos vereadores, mas os servidores efetivos e comissionados da Câmara, que devem receber até o 5º dia útil do mês, estão com seus salários atrasados.


A Gestão Municipal, à nossa Redação, afirma que o repasse menor que o devido feito à Câmara Municipal se deu devido o bloqueio do FPM e que não tem como prever quando o FPM será desbloqueado, pois depende das negociações junto à Justiça.


Em meio a esse problema, o Prefeito Ronaldo Gomes precisa ainda enfrentar as críticas, após realizar uma grande festa de carnaval e contratar artistas nacionais para a festa de aniversário da cidade. "Centenas de famílias sem tem como pagar suas contas e o Governo municipal comemorando", comentauma servidora, que preferiu não se identificar. De acordo com a Gestão, no entanto, os recursos utilizados nas festas realizadas, são especifícos, advindos de emendas destinadas para a realização das festas.


Tentamos entrar em contato com o Prefeito Ronaldo Gomes para comentar a situação em que se encontra o município, mas até o fechamento dessa matéria não obtivemos resposta.


Da Redação do Clica Luzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium