Segunda, 18 de fevereiro de 2019
86 99956-1389
Política

05/02/2019 ás 11h42

27

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

A Justiça disse que não sou criminoso, afirma Dias sobre Algodões
O STF decidiu extinguir o processo que colocava o governador do Piauí como réu no caso do rompimento da barragem de Algodões.
A Justiça disse que não sou criminoso, afirma Dias sobre Algodões
Wellington Dias durante discurso na Alepi. Foto: Assis Fernandes/ODIA

O governador Wellington Dias comentou, nesta segunda-feira (04) a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de extinguir o processo que o colocava como réu no caso do rompimento da barragem de Algodões, em Cocal da Estação, no ano de 2009. Para Dias, isso demonstra que a Justiça não encontrou razão para que ele seja considerado criminoso e que a falta de provas foi fundamental para que o processo fosse arquivado.


“Foi a melhor notícia que eu já recebi nos últimos anos. Acho que quem acompanhou sabe que, mesmo sendo uma obra feita, na época, pelo Governo Federal, o Estado esteve presente buscando solução desde o primeiro momento”, comentou ele, acrescentando que as críticas que recebeu à época, ao ser apontado como o responsável pela morte de nove pessoas, saíram, por vezes, da esfera pública e chegaram à esfera pessoal.


“No dia que uma manchete de jornal dizia que eu era assassino de nove pessoas, eu tive que ir pegar meus filhos na escola porque seus coleguinhas estavam chamando-os de ‘filhos de assassino’. Isso mexeu muito comigo. Foi feita uma perícia pela UFPI e pelo Judiciário que diz claramente que não havia razão para eu ser considerado criminoso e um texto mal colocado criou toda uma situação desconfortável”, criticou o governador.


Vale lembrar que, um ano após o rompimento da Barragem de Algodões I, em 2010, Wellington Dias deixou o governo do Piauí e para assumir um mandato no Senado. Quatro anos depois, em 2014, ele voltou a se tornar chefe do Executivo piauiense para seu terceiro mandato. Após todo esse tempo de tramitação do processo, as acusações atribuídas a Dias acabaram prescrevendo.


Por: Maria Clara Estrêla

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium