Quinta, 25 de abril de 2019
86 99956-1389
Luzilândia

23/01/2019 ás 23h03 - atualizada em 26/01/2019 ás 14h59

272

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Colônia de Pesca Z12 alerta para punições a quem desobedecer ao período da Piracema
A pesca no Rio Parnaíba, Igarapés, lagos e lagoa da região fica proibida durante o período de reprodução dos peixes. Neste intervalo, quem for pego pescando pode ser multado e até detido.
Colônia de Pesca Z12 alerta para punições a quem desobedecer ao período da Piracema
Barragem do Igarapé: Imagem Ilustrativa, ano 2008

A Colônia de Pesca Z12 alerta para a proibição da prática da pesca no período da Piracema que iniciou em novembro do ano passado e se estende até o mês de março de 2019.  Com isso, a pesca no Rio Parnaíba, Igarapés, lagos e lagoa da região fica proibida durante o período de reprodução dos peixes. Neste intervalo, quem for pego pescando pode ser multado e até detido.


Denuncias de que pescadores estariam desrespeitando o período da piracema em Luzilândia abriu uma alerta para as consequências que podem sofrer quem  não obedece a regra. O presidente da Colônia de Pesca Z12 em Luzilândia, Domingos Araújo Monteiro Filho, afirma que todos os sócios da Colônia são avisados da proibição e durante o ano passam por palestras educativas que informam sobre a instrução normativa.


“Técnicos do IBAMA vem todo ano na sede da colônia e realizam palestra educativa com todos os sócios. Se eles forem pegos praticando a pesca no período da piracema podem pegar multa que vai de 700 reais e chega ate 100 mil reais, dependendo da infração”, explica.


Domingos informa que a Colônia - Z12 de Luzilândia tem a Jurisdição de quatro cidades: Luzilândia, Joca Marques, Madeiro e abrange ainda partes das margens ribeirinhas do Parnaíba do município de São Bernardo no Maranhão. O período da Piracema iniciou no dia 15 de novembro e se estende até 16 de março.


A piracema é um fenômeno que representa a migração de peixes para a reprodução. Isso acontece durante o período de cheias de rios e neste período os peixes ficam prontos para desova. “Se os peixes tiverem dificuldades para se reproduzir, muitas espécies podem ser extintas e os pescadores não terão nada para pescar, por isso é importante respeitar o ciclo da vida dos peixes”, explica o coordenador.


Os pescadores cadastrados na colônia de Pesca recebem o seguro-defeso que é o benefício destinado a eles, já que ficam impossibilitados de trabalhar no período. 


A instrução normativa não se aplica ao pescado de piscicultura ou pesque-pague/pesqueiro, registrado no órgão competente e cadastrado no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).


Jornalista Paula Andreas/Redação do Clica Luzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium