domingo, 09 de dezembro de 2018
86 99956-1389
Piauí

26/11/2018 ás 09h22 - atualizada em 26/11/2018 ás 09h36

103

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Adolescente confessa crime contra estudante de Medicina à polícia. Mãe também é detida
Imagens dela no 6º Distrito Policial mostram a mulher aparentemente descontrolada emocionalmente.
Adolescente confessa crime contra estudante de Medicina à polícia. Mãe também é detida

O adolescente de 15 anos suspeito de matar o estudante de Medicina, Antônio Rayron Soares de Holanda, de 22 anos, confessou o crime aos policiais que o prenderam e teria repetido a afirmação na Central de Flagrantes. Ele foi apreendido horas depois do crime, no bairro Macaúba, zona Sul de Teresina. 


O chefe de investigação do 6º Distrito Policial, Joattan Gonçalves, participou da prisão juntamente com o comandante da Força Tática do 1º BPM, capitão Sousa Marques e contou ao Cidadeverde.comque o menor foi encontrado em um local que usava como esconderijo.


Ao ser detido, ele disse que teria cometido o crime com a ajuda de um primo, que teria dado a cobertura e a arma. O adolescente também dá a versão dele ao latrocínio.  


"Ele confessou várias vezes, contou com riqueza de detalhes como aconteceu o fato. Disse que escolheu a vítima, depois de passar de moto e retornar. O primo esperou em uma rua paralela e ele seguiu a pé. A versão que ele deu é que pediu os objetos e o estudante tentou segurar a arma, e eles teriam travado uma luta corporal e por a arma estar engatilhada, disparou e atingiu o médico no peito, mas essa versão será investigada pela Delegacia de Homicídios", ressalta o investigador policial. O suspeito conta que teria fugido com o primo, mas a polícia não revelou a identidade do comparsa. 


Joattan disse ainda que, ao passar pelo local do crime a caminho da Central de Flagrantes, ele teria dito mostrado o local exato onde teria baleado. "Ele disse: - 'baleei ele ali e caminhou um pouco na calçada e caiu'. Ele é muito frio. Por mais que a gente tenha experiência no mundo policial, mas causa um frio na espinha ouvir isso de um adolescente", revela o policial com 20 anos de profissão.


Para a polícia, o adolescente teria supostamente confessado mais dois homicídios, todos cometidos entre outubro e novembro deste ano. "O primeiro que ele conta, foi de um homem que teria cuspido no rosto da mãe dele, e ele chegou e deu três tiros há cerca de um mês atrás. O segundo não tem dez dias, foi no Torquato Neto, depois que a vítima teria ameaçado o pai dele", detalha Joattan.         


O adolescente foi autuado por ato infracional grave equiparado a latrocínio na Central de Flagrantes e de lá será encaminhado à Divisão do Menor Infrator. 


Uma mulher, que se apresentou como mãe do adolescente que teria confessado o assassinato do estudante de Medicina, Antônio Rayron Soares de Holanda, foi detida por desacato a autoridade. Imagens dela no 6º Distrito Policial mostram a mulher aparentemente descontrolada emocionalmente.


"Eu sou uma cidadã", disse a mulher ao ser conduzida pelos policiais. Antônio Rayron foi vítima de tentativa de latrocínio enquanto esperava um ônibus em uma das estações de passageiros na avenida Miguel Rosa, na zona Sul de Teresina. 


O crime ocorreu por volta das 6h40 de ontem (25). O suspeito foi localizado por volta das 11h e, de acordo com a Polícia Civil, confessou e contou detalhes do crime. 


A morte do estudante de Medicina da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) causou grande repercussão.


"Era um excelente aluno, com um futuro promissor como médico, estava próximo de concluir seu curso e fomos surpreendidos com esse fato lamentável que mostra que nível está a insegurança no nosso estado, no nosso país", disse Jose Arimatéia Dantas Lopes, reitor da Ufpi.


A Polícia Civil investiga a participação de mais suspeitos no crime. 


Corpo do jovem é levado para Elesbão Veloso


O corpo do jovem Antônio Rayron Soares de Holanda, de 22 anos, foi transportado para sua cidade natal onde foi enterrado, em Elesbão Veloso, município a 190 km de Teresina. O jovem cursava Medicina na Universidade Federal do Piauí e foi morto com um único tiro no peito durante um assalto a uma parada de õnibus na avenida Miguel Rosa, Zona Sul da Capital.


O corpo do jovem foi levado para o IMl às 7h deste domingo (25) poucos minutos após o crime e foi liberado por volta de meio-dia após procedimentos legais. Ele foi transportado para a funerária Pax União onde foi velado por alguns minutos por colegas, funcionários e familiares e em seguida transportado para Elesbão Veloso onde f oi enterrado no fim da tarde.


Foto: Divulgação HUT


Antônio Rayron tinha 22 anos 


Antônio Rayron aguardava o ônibus  quando retornava do estágio no Hospital de Urgência de Teresina. O HUT divulgou nota de pesar após o falecimento do jovem.


É com profunda tristeza que o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) recebeu a notícia da morte prematura de Antonio Rayron Soares de Holanda. Ele era estudante de medicina da UFPI e bolsista do centro cirúrgico do HUT, vítima de latrocínio, na manhã deste domingo. 


Rayron foi um bolsista dedicado e sempre muito zeloso no cumprimento de suas obrigações. Deixamos nossas mais sinceras condolências à família e amigos por esta inestimável perda.


O crime chocou a comunidade acadêmica que realizou uma pequena arrecadação para ajudar a família com despesas extras de translado e enterro de Rayron. A Universidade Federal do Piauí divulgou uma nota de pesar onde pede rigor na investigação do caso e uma breve elucidação.


A Administração Superior da Universidade Federal do Piauí, o Centro de Ciências da Saúde e toda a comunidade universitária lamentam, de forma indignada, a morte precoce, por assalto, do estudante do curso de medicina Antônio Rayron Soares de Holanda ocorrido na madrugada deste 25 de novembro.


A UFPI, ao tempo em que manifesta consternação com o assassinato do estudante, espera rigor na investigação do caso e uma breve elucidação, com responsabilização pela autoria do crime.


Manifesta, ainda, solidariedade com toda a família e amigos.


 


 Fonte: Cidade Verde

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium