domingo, 09 de dezembro de 2018
86 99956-1389
Legislativo Municipal

12/11/2018 ás 10h43 - atualizada em 12/11/2018 ás 12h50

262

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Vereador usa a tribuna da Câmara para questionar salários atrasados no Município
Fernando Aguiar, ao usar a tribuna, afirmou que os vereadores, representantes do povo naquela casa, estão sendo cobrados e questionados pela população, por conta de atrasos de salários.
Vereador usa a tribuna da Câmara para questionar salários atrasados no Município

 Na sessão na Câmara Municipal de Vereadores de Luzilândia da ultima sexta-feira (09) o vereador Fernando Aguiar (MDB) cobrou, da gestão municipal, uma satisfação em relação aos salários atrasados de alguns setores do município.


 


Fernando Aguiar, ao usar a tribuna, afirmou que os vereadores, representantes do povo naquela casa, estão sendo cobrados e questionados pela população, por conta de atrasos de salários do funcionalismo municipal. De acordo com o vereador, a guarda municipal está com três meses de salários atrasados, assim com os servidores da Administração, que deveriam ter sido pagos dia 30 e até o presente momento não foram pago, segundo ele, carros locados para a Educação também estariam com cinco meses de atraso.


 


“Nós queremos saber da Administração municipal, que faça um levantamento  que se traga para essa casa qem é que realmente tá devendo, quem tá  precisando ser pago e o porque deste atraso”, disse.


 


O vereador também questionou sobre o funcionamento da Banda Municipal de Luzilândia, símbolo da cidade, que foi demitida.


 


O vereador Fernando Aguiar ainda pediu que alguém da Administração municipal usasse a Tribuna daquela casa para dá explicações sobre  a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2019, que são os recursos destinados para execução das metas de governo e que precisam ser aprovado pelo Legislativo.  Segundo o vereador, as comissões que avaliam a LOA encontraram diferenças muito grandes entre o orçamento de 2019 e 2018.


Para exemplificar ele comparou o orçamento do gabinete do prefeito, que no ano anterior era de 1.300.00,00 (um milhão e trezentos reais) e para este ano apenas R$ 42.100,00 (quarenta e dois mil reais); a controladoria que no ano passado foi em torno de R$ 79. 000,00 (setenta e nove mil), esse passou para R$ 140.000,00 (cento e quarenta mil); a Saúde, um dos setores mais importante da Administração teve em 2018 uma demanda de R$ 213.000,00 ( Duzentos e Treze Mil Reais) e para 2019 apenas R$ 10.200,00 (Dez Mil e Duzentos Reais).


“São explicações para que a gente possa entender e votar, é uma diferença muito grande entre as secretárias, acredito até que possa está havendo um erro de digitação ou coisa assim”, disse o vereador Fernando.


Por Legislativo Municipal/ClicaLuzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Legislativo Municipal

Legislativo Municipal

Blog/coluna Um espaço para levar à população as notícias do Legislativo de Luzilãndia
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium