Segunda, 19 de novembro de 2018
86 99956-1389
Luzilândia

22/10/2018 ás 00h40 - atualizada em 24/10/2018 ás 10h45

367

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Município pede prazo para o pagamento de salários dos servidores da educação de Luzilândia
A categoria aceita acordo, no entanto, informa que se não for cumprido o prazo, a classe entra de greve no dia seguinte.
Município pede prazo para o pagamento de salários dos servidores da educação de Luzilândia
Foto da manifestação realizada no ultimo dia 09/10

Os servidores da educação de Luzilândia, que estão com o salário do mês de setembro atrasado, se reuniram na ultima sexta-feira (19) em audiência com representantes da Prefeitura Municipal de Luzilândia, Governo Construir e Servir, para tentarem um acordo que garantisse o pagamento de seus salários. Após ouvir as justificativas e debaterem a proposta, os professores aceitaram terem seus salários atrasados pagos em datas estipuladas pela Administração, mas já anunciaram greve caso o acordo não seja cumprido.


 De acordo com o servidores da educação, seus salários estão sendo pago com atraso  e isso estaria causando prejuízo à classe. Além dos salários pagos fora da data prevista, eles também reclamam da falta de repasse aos bancos dos empréstimos consignados descontados em folha, que sujam o nome dos professores junto aos órgãos de proteção ao crédito.


Após várias tentativas de conversa por parte do Sindicato dos Servidores Municipais da Educação de Luzilândia (SISMEL) e com ameaça de greve, a Administração municipal enviou o controlador do município,  Josean Carvalho,  para negociar com os professores. Segundo ele, o atraso nos pagamentos se dá devido redução de repasses em torno de 25% para o Governo Municipal e sequestro de valores por parte da justiça para pagamento de precatórios. Com recursos insuficientes, a PML precisou completar o pagamento de despesas com o Fundo de Participação do Município.


Leia também:


Servidores da Educação paralisam atividades e denunciam irregularidades em seus pagamentos


Alguns com salários atrasados, professores vão para às ruas e ameaçam greve


 A Administração Municipal enviou então a seguinte proposta: os salários referentes a setembro, que deveriam ter sido pagos até o quinto dia útil deste mês, será pago dia 30 de outubro. O salário referente a outubro será pago até o dia nove de novembro (09/11). “A categoria aceitou o acordo, porém, em qualquer uma dessas datas se não for cumprido o acordo, a classe entra de greve no dia seguinte,” informou o presidente do Sismel, professor Nonato Nunes.


Da Redação do Clica Luzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium