Segunda, 12 de novembro de 2018
86 99956-1389
Política

26/08/2018 ás 20h13 - atualizada em 27/08/2018 ás 15h13

136

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Entenda a polêmica dos influenciadores que levou o Piauí e W. Dias ao topo do Twitter
Internautas denunciaram que havia uma empresa combinando postagens de petistas, entre eles o nome do governador do Piauí acabou citado; assessoria garante não patrocinar essas postagens
Entenda a polêmica dos influenciadores que levou o Piauí e W. Dias ao topo do Twitter

O atual governador e candidato ao quarto mandato no Piauí, Wellington Dias, esteve nos assuntos mais comentados do Twitter neste domingo (26/08) após ter o nome citado em uma thread de influenciadores de São Paulo e Paraná, onde os ativistas deveriam falar bem de ações políticas do PT nas redes sociais. Eles seriam pagos por agências de publicidade.


Tudo começou na noite desse sábado (25/08) quando um grupo de internautas abordou o assunto e lançou prints sobre a empresa Lajoy dando “pautas” aos convidados. Segundo eles, a proposta era lançar uma tweet por dia sobre determinado assunto político e que seria uma campanha de esquerda não partidária. Os temas eram enviados por email e eles tinham um grupo no whatsapp.


Através de uma pessoa chamada “Isabella”, os briefings eram enviados aos influenciadores. Eles iriam fazer tweets e proporcionar compartilhamentos e debates sobre determinado assunto político. Em um deles, a internauta achou pertinente debater sobre Gleisi Holffman e assim o fez, por acompanhar o trabalho dela. Da mesma forma fez com as pautas seguintes.


 







Ela explica como tudo começou; veja (Fotos: Reprodução/Twitter)





 

 

 






 



 







POSTS PAGOS SERIAM PARA FALAR BEM DE AÇÕES DO PT


No entanto, em determinado momento, a internauta disse que ficou “desconfiada” porque todos os nomes pautados eram de petistas. No terceiro tema, foi pedido que ela publicasse algo sobre Wellington Dias, governador do Piauí pelo PT, a quem ela não conhecia. A influenciadora de São Paulo pesquisou sobre o político e se recusou a comentar sobre ele nas redes sociais. Insatisfeita com os rumos do convite, ela questionou porque eles deveriam sempre falar de petistas para os seguidores, onde acabou sendo expulsa.


 







Influencer começou a ficar desconfiada e questionou; veja (Fotos: Reprodução/Twitter)





 

 

 






 



 



 







Como nenhum contrato formal foi assinado, ela decidiu fazer uma ‘thread’, como é chamada no Twitter uma série de posts sequenciais, contando toda essa história. Ainda de acordo com a jovem, o quarto tema também seria sobre um petista. Ou seja, seria uma ação em prol de falar bem dos candidatos do partido. Ela decidiu lançar todas as imagens e a situação repercutiu.


INFLUENCIADORES SÃO DO SUL E SUDESTE


Quando isso foi ao ar, os prints alimentaram as ideias dos seguidores sobre a ‘inconsistência’ nas publicações desses supostos influenciadores digitais, que “nunca tinham falado nada sobre o estado anteriormente”, e que muitos “nem vivem no Piauí para saber sobre sua situação real”.


Os influenciadores são da região Sul e Sudeste do país. Uma delas até colocou o nome de W. Dias errado, chamando-o de “Wellington Luís”, o que virou piada entre os twitteros do Piauí.


A ação de falar sobre os candidatos seria, na verdade, de um movimento nacional do PT nas redes sociais. Nos posts, os nomes relacionados ao Piauí acabaram citados e isso chamou a atenção, sobretudo, dos piauienses, além de grupos contrários ao PT na rede social. Tudo isso repercutiu e colocou o Estado nos assuntos mais comentados do Twitter com 12 mil tweets em algumas horas.


 







Ela descobre, é expulsa e expõe caso na web veja (Fotos: Reprodução/Twitter)





 

 

 






 



 



 







Por causa da aparição dos nomes piauienses, as tags “Wellington Dias Gate” e “Piauí” viraram tendência na rede social, porque muitos internautas neste domingo (26/08) repercutiram negativamente a situação.


OitoMeia entrou em contato com a assessoria do governador Wellington Dias. Foi informado que as pessoas em questão não possuem qualquer relação com a campanha do atual governador do Piauí, e soube da citação através do próprio Twitter.


Além disso, justificou que algumas publicações positivas sobre Dias que aparecem nas redes sociais, podem ser de pessoas que já acompanham o trabalho dele no estado, assim como discussões de eleitores, que interagem através de publicações. E garante que não são perfis patrocinados pelo governador.


NOTA REPERCUSSÃO TWITTER


Sobre a repercussão do nome do governador Wellington Dias nas redes sociais, em especial no Twitter, é importante esclarecer que esta não é uma atividade organizada pela campanha. O quese observa pelos comentários nas redes sociais e nos prints que circulam é que este é um movimento nacional, que simpatiza com a esquerda e com o Partido dos Trabalhadores. O governador Wellington foi incluído de alguma forma por fazer parte deste contexto.


Fonte: Oitomeia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium