Sexta, 17 de agosto de 2018
86 99956-1389
Luzilândia

31/07/2018 ás 18h04 - atualizada em 31/07/2018 ás 18h51

1.086

Redação

Luzilândia / PI

Governador W.Dias responde carta aberta de alunos da Escola Luís Teixeira em Luzilândia
A carta foi entregue aos alunos em uma reunião com representantes do Governo.
Governador W.Dias responde carta aberta de alunos da Escola Luís Teixeira em Luzilândia
A representante do Governo, Núbia Lopes, entrega carta a aluna Yasmin, que representa o corpo discente da escola.

O governador do estado do Piauí, Wellington Dias, entregou uma carta aos alunos da Unidade Escolar Luís Teixeira, em resposta à carta Aberta produzida pelos discentes, que se posicionaram sobre a greve dos professores. Na Carta os alunos se colocam a favor da luta de seus professores, mas se diziam preocupados com o calendário letivo.  A carta enviada pelo Governador foi entregue aos alunos em uma reunião ocorrida na manhã desta terça-feira (31), com representantes do Governo, na Unidade Escolar Luís Teixeira.


Estiveram presentes na reunião alunos, pais de alunos, ex-alunos, os professores Gardênia Boíba, Fernando Alves, Lucas Brito, a professora Gardênia Sales, representando o Sinte-PI, a Supervisora de Ensino do Estado em Luzilândia, Rita Cristiane, e a superintendente de Relações Institucionais e Movimentos Sociais do Governo do Estado, Raimunda Núbia Lopes da Silva.


A representante do Governo Núbia Lopes entregou a carta do Governador aos discentes. Na carta, Wellington Dias agradece a manifestação dos alunos e afirma compromisso com a classe dos professores ao longo do seu mandato. (Veja carta abaixo).


Um dos maiores problemas ocasionados pela greve, e apontados pelos estudantes, é o calendário letivo, principalmente para os alunos do 3° ano, que deveriam estar sendo preparados para o ENEM, mas, devido a paralização das aulas, não estão recebendo o preparo adequado para as provas. Núbia Lopes afirmou que há um compromisso do SINTE-PI, acertado nas reuniões com o Governo, de que as aulas seriam repostas. Segundo ela a maior preocupação é realmente com os alunos que vão prestar o ENEM, mas os alunos do 1°  e 2° não irão perder conteúdo.


 Veja Matéria relacionada: Estudantes de escola em Luzilândia enviam Carta Aberta ao Governador W. Dias


Os alunos presentes se mostraram preocupados com o SISU, um deles perguntou se o novo calendário letivo não atrapalharia no processo de aquisição da bolsa, caso eles fossem aprovados.   Núbia disse que neste caso, os alunos poderiam ficar despreocupados, visto que o governo tem autonomia para dá uma declaração para os alunos das escolas em greve.  Sobre o calendário letivo, a representante do Governo disse que esse vai ser pensado de acordo com cada GRE (Gerencia Regional) visto que algumas escolas não grevaram, outras parcialmente e algumas, como o caso de Luzilândia, pararam totalmente suas atividades.


 


Os alunos questionaram ainda o porquê da demora no acordo com os professores. Núbia disse que sempre houve diálogo entre a classe dos professores, representada pelo SINTE-PI, e o Governo do Estado. Ela disse que todo o problema iniciou, como é explicado na carta do Governador, por conta das datas, se o Governador desse o reajuste aos professores poderia ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal e se prejudicar judicialmente.


 


O impasse agora está com a Justiça. A greve deveria ter findado há três semanas, mas a Justiça está de recesso e só retorna em agosto. A expectativa agora é para a resolução do Desembargador que está com a pasta, que deve decidir se o Governador deve pagar o reajuste aos professores ou que os professores devem voltar a trabalhar, e findar a greve.


Para o coordenador de ensino da escola, Fernando Alves, o momento foi rico e importante para os alunos, porque eles viram na prática o resultado de uma ação deles. Na oportunidade, os alunos aproveitaram para solicitar melhorias para a Escola, tais como subestação elétrica, ar-condicionado, ampliação de espaços para a construção de Refeitório, Auditório, Laboratório de Ciências e Biblioteca, quadra coberta, que são necessidades modernas, as quais as Escolas Estaduais estão em desvantagens. “As reinvindicações foram feitas através de ofício endereçado ao Governador”, explicou Fernando.


Fernando Alves explicou ainda que o convite para participar da reunião foi direcionado aos estudantes e pais de alunos, e não para os Professores, para não dizerem que esses estavam conduzindo  as ações dos alunos. “A participação dos pais era justamente para colocar para o governo a situação das famílias dos estudantes, e o quanto essa situação estava deixando desconfortável a eles que estavam no meio dessa guerra entre governo x sindicato! Nosso pensamento foi esse: Os Professores têm sua representatividade, o governo também, mas os Estudantes não tinham voz! E foi essa a função da reunião: ouvir o que a comunidade tinha a dizer!”, explicou.


Veja a Carta do Governador Wellington Dias enviada aos alunos



Por Paula Andréas/ Jornalista do Clica Luzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium