Terça, 17 de julho de 2018
86 99956-1389
Piauí

04/07/2018 ás 08h25

40

Redação

Luzilândia / PI

Alunos protestam por colegas que não podem ir à aula no PI
Estudantes se recusam a assistir às aulas até que situação com o transporte escolar da cidade de Queimada Nova seja normalizada. Seduc informou que o serviço deve retornar nas próximas hora.
Alunos protestam por colegas que não podem ir à aula no PI

s alunos de uma escola estadual da cidade de Queimada Nova, a 512 km de Teresina, fizeram um protesto nesta segunda-feira (2) e terça-feira (3) para exigir o retorno do serviço de transporte escolar para seus colegas. De acordo com a direção da escola, perto de 90% dos alunos dependem do transporte escolar. A Secretaria de Educação disse que o serviço deve retornar nas próximas horas.


 



O aluno Carlos César da Mata, estudante da escola Tomáz Francisco de Sousa, contou que o protesto foi criado por alunos que, assim como ele, moram na zona urbana de Queimada Nova e não dependem do transporte escolar. “Os colegas da gente têm direito, e eles não são diferentes da gente. Quem pode fazer algo, tem que fazer. É direito de todo mundo”, explicou.



Os estudantes que participaram do protesto são alunos das três séries do ensino médio. Eles utilizaram as redes sociais para organizar o protesto e levaram cartazes para a escola nesta nesta segunda-feira (2). Os alunos se reuniram no pátio da escola e se recusaram a assistir às aulas, já que os colegas que moram na zona rural do município não puderam.


Outro protesto foi marcado para a tarde desta terça-feira (3) na escola. “Hoje a gente vai para a escola, mas vai para protestar”, comentou o estudante Carlos César.


O professor Adeilson Rodrigues, diretor da Unidade Escolar Tomaz Francisco de Sousa, disse que o serviço de transporte escolar vem paralisando aos poucos desde o dia 22 de junho. De acordo com o diretor, cerca de 90% dos alunos são moradores da zona rural de Queimada Nova, e ficam prejudicados com a paralisação do transporte.


“Alguns vêm por conta própria, mas outros moram muito distantes e não têm como vir. A gente para as atividades da escola e prejudica o andamento do ano letivo, que tem todo um planejamento. Afeta não só a aprendizagem como a própria organização da escola”, explicou o diretor Adeílson. O transporte dos alunos é feito por micro-ônibus de uma empresa contratada através de licitação.



Secretaria de Educação


A Secretaria de Estado da Educação informou que está sendo regularizado o pagamento do serviço de transporte escolar no município de Queimada Nova. A secretaria já entrou em contato com os prestadores de serviço, que devem retornar o trabalho nas próximas horas.



Fonte: G1PI
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium