Anuncio
Aborto

Papa Francisco compara o aborto ao Nazismo

Dois dias depois da aprovação do projeto de lei de interrupção voluntária da gravidez pela Câmara dos Deputados , o Pontífce reagiu à derrota que sofreu em seu país de origem.

16/06/2018 16h17
Por: Edição Paula Andréas
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Para o Papa Francisco, aborto, em alguns casos, é o "nazismo com guantes brancos". Dois dias depois da aprovação do projeto de lei de interrupção voluntária da gravidez pela Câmara dos Deputados , o Pontífce reagiu à derrota que sofreu em seu país de origem com declarações fortes. 

Na quinta-feira passada a proposta de legalização do aborto foi aprovada pela Câmara dos Deputados argentina em uma votação apertada com 129 pontos a favor e 125 contra. O projeto precisa ainda passar pelo Senado.

Em discurso feito neste sábado, o Pontífice comparou o aborto "ao mesmo que faziam os nazistas para cuidar da raça, mas com luvas brancas de ferro". "No século passado, todo o mundo se escandalizou com o que faziam os nazistas para cuidar da pureza da raça. Hoje fazemos o mesmo, mas com luvas brancas de ferro", denunciou o Papa no Vaticano, em um discurso improvisado em frente ao Forum Família".

"Está na moda, é habitual. Quando na gravidez, se a criança não está bem ou vem com alguma coisa: a primeira oferta é: 'Tiramos'? O homicídio das crianças. Para se ter uma vida tranquila, tira-se a vida de um inocente", argumentou o Papa, por ocasião do 25º aniversário da instituição reúne as associações familiares italianas.

 

Fonte: O Globo

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários