Quinta, 16 de agosto de 2018
86 99956-1389
Legislativo Municipal

11/06/2018 ás 17h12 - atualizada em 16/06/2018 ás 14h31

286

Redação

Luzilândia / PI

Veja como foi a sessão da Câmara de Vereadores de Luzilândia no ultimo dia 08 de junho
Duas sessões aconteceram nesta data, que ficou marcada pela saída do vereador Deusimar (MDB), que assume a Secretário Municipal e e com a entrada vereadora Morgana Marques (PSB), que assumiu a liderança do Governo municipal no Legislativo de Luzilândia.
Veja como foi a sessão da Câmara de Vereadores de Luzilândia no ultimo dia 08 de junho

No ultimo dia oito  de junho, dez vereadores compareceram a sessão da Câmara Municipal de Luzilândia, realizada todas as sextas-feiras, a partir das 19h. Duas sessões aconteceram nesta data, que ficou marcada pela saída do vereador Deusimar das Chagas Costa (MDB), que assume a Secretário Municipal de Obras e Urbanismo, a convite do Prefeito Ronaldo Gomes, e com a entrada da vereadora Morgana Marques (PSB), que assumiu a liderança do Governo municipal no Legislativo de Luzilândia.


A vereadora Morgana Marques, após ser empossada, fez seu primeiro discurso: “(...) Prometo que vou fazer o mesmo como situação, não só com elogios, com agraciamentos ao prefeito, mas trabalhando dia a dia, noite a noite, me emprenhando para que todos os projetos independentes de partido, raça ou cor seja atendidos”, disse.


Os vereadores da oposição e situação, que usaram a tribuna, desejaram boas vindas à vereadora Morgana e cobraram dela a atuação como representante do povo, primeiramente. O vereador João Filho (PR) lembrou seu discurso de posse,  afirmando que o papel do vereador, antes de tudo, é representar o povo. “Na tribuna, sempre vou bater palmas e falar de bem do gestor, na hora que ele necessitar, quando achar que o mesmo está fazendo um bom trabalho, mas também vou criticar ele sempre que for necessário, porque antes de tudo somos representantes do povo”, disse.


Também nessa sessão, o gabinete do Prefeito de Luzilândia, Ronaldo Gomes, enviou um veto parcial ao Projeto de Lei 01/2018 de autoria do legislativo, mas especificamente do vereador João Filho, que dispõe sobre a padronização dos prédios públicos com as cores da bandeira do município, em conformidade com o art. 56 da Lei Orgânica do Município. De acordo com o executivo o veto se deu devido o projeto não contemplar todas as cores dos símbolos do município: brasão e bandeira que são verde, amarelo, azul e branco.  



O vereador João Filho (PR) solicitou aos vereadores a rejeição do veto parcial do prefeito municipal ao Projeto de Lei (PR), ao tempo que, observando as razões apresentada pelo mesmo, solicitou uma emenda ao projeto que altere o artigo primeiro, determinando a inclusão do azul, amarelo, verde e branco à padronização dos prédios do município.


A vereadora Gilmara Gil também pediu vista do projeto, e disse que irá analisar, junto ao executivo, os gastos que serão gerados com a pintura dos prédios, já que existem outras prioridades no municipio.


Durante o pequeno expediente, o vereador Fernando Aguiar prestou condolências aos familiares e amigos dos senhores Luís Henrique Dias da Silva e Anfrísio Carvalho, que faleceram recentemente em Luzilândia. Em seguida o vereador cobrou a criação da Comissão Permanente de Licitação da Câmara Municipal de Luzilândia. “Já cobramos há cerca de um mês a criação dessa comissão, um parecer sobre ela, o que podemos fazer para cria-la, já está sendo feito vários contratos e licitação em nome da câmara, sem a criação da mesma”, disse.


O vereador Clisérgio em seu pronunciamento cobrou da gestão, em nome dos desportistas, a energia do Estádio Municipal Raimundo Marques, visto que o mesmo não tem energia para cortar a grama.


O vereador Cristóvão Rodrigues prestou pesar pelo falecimento da matriarca da família conhecida como “Marretas”, na região do Olho D’água do Cercado, pelo falecimento do Senhor Luís Dias e à família do Senhor Anfrísio.  


Cristóvão também deu boas vindas à vereadora Morgana, e desejou boa sorte ao vereador Deusimar à frente da Secretária de Obras e Urbanismo, “acreditamos no seu trabalho também como secretário, e você sabendo como vereador o quanto é cobrado do executivo as ações das secretarias, em especial a de Obras e Urbanismo (...) que você possa também atender as demandas que sai dessa casa, acreditamos que você irá fazer um bom trabalho enquanto secretário”. O vereador Cristóvão aproveitou para cobrar um requerimento entregue à casa, que solicita a reconstrução da estrada que liga o Assentamento Angelim à comunidade Cantinho, estrada essa que, segundo ele, se encontra quase intrafegável.


O vereador Fernando Aguiar (PMDB) novamente usou a tribuna para denunciar e cobrar da gestão transparência nas contas públicas. Munido de documentos, ele apresentou várias questões envolvendo recursos públicos, entre elas:



  • ·         Compra de uma grande quantidade de material de higiene para a Secretaria Municipal de Educação;

  • ·         Grande quantidade de veículos locados para a saúde pública de Luzilândia sem identificação, com preços e quilometragem superfaturados;

  • ·         O não envio dos balancetes, com os gastos do município, ao Legislativo, ainda do mês de janeiro de 2018.

  • ·         Transparência na negociação do débito da prefeitura com a Agespisa - que não foi informada à Câmara os reais valores;

  • ·         Corte de energia elétrica dos prédios públicos como: Estádio Municipal, Matadouro Público, Centro Odontológico e o Cemitério Santa Luzia.


 O vereador cobrou a Cosip ( taxa de Contribuição da Energia Pública), e colocou que os vereadores estão sendo cobrados da população um retorno desta taxa.  E pediu ainda a realização da Audiência Pública, com a presença do Ministério Público, Prefeitura e Legislativo, já solicitada anteriormente pela casa. Segundo o vereador, o executivo precisa apresentar a cada semestre a prestação de contas à população, mas nesses um ano e meio de mandato, apenas realizou uma audiência pública, no primeiro semestre de 2017. “Só queria salientar que Isso é passivo de multas e improbidades administrativas, porque está na lei essas prestações de contas,” disse.  


Estiveram presentes na sessão os vereadores Cabeto, Clisérgio, Cristovão,  Fernando Aguiar, João Filho, Gilmara Gil, Jr Ema, Morgana, Nazinha. O vereador Zé Nilto, justificou falta, estava viajando.


Espaço Legislativo/Clica Luzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Legislativo Municipal

Legislativo Municipal

Blog/coluna Um espaço para levar à população as notícias do Legislativo de Luzilãndia
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium