domingo, 27 de maio de 2018
86 99956-1389
Legislativo Municipal

16/05/2018 ás 15h22 - atualizada em 16/05/2018 ás 15h33

290

Redação

Luzilândia / PI

Vereadores apontam saúde precária e uso indevido dos bens da saúde em Luzilândia
A sessão da Câmara acontece todas as sextas-feiras a partir das 19h.
Vereadores apontam saúde precária e uso indevido dos bens da saúde em Luzilândia

Na sessão da Câmara de vereadores da ultima sexta-feira (11) a saúde em Luzilândia foi colocada em pauta no grande expediente da casa por alguns vereadores. Dentre os questionamentos, o vereador Fernando Aguiar apontou o uso indevido de veículos adquiridos pelo Fundo Municipal de Saúde, e o vereador João Filho questionou a precariedade dos serviços de saúde oferecidos à população.


O vereador Fernando Aguiar (PMDB) questionou o uso indevido de veículos adquiridos pelo Fundo Municipal de Saúde, comprados através de emenda parlamentar do deputado federal Paes Landim. Luzilândia recebeu dois veículos, sendo uma Pick-up Cabine Dupla 4X4 (Diesel) e um veiculo de passeio-Transporte de equipe (5 pessoas) que foram entregues à Secretaria de Saúde.  



 Na sessão, o vereador Fernando apresentou duas multas em um desses veículos que foi localizado trafegando no Estado de Goiás e em Brasília, enquanto, segundo ele, para o TCU (Tribunal de Contas da União) na mesma data foi informado que o veículo estaria em Teresina.  “Enquanto isso uma médica deixou de ir trabalhar no interior porque não tinha o veículo (...) o Prefeito ele é o chefe do executivo e pode andar em qualquer carro, mas esse carro do Fundo Municipal de Saúde veio especificamente para a  Secretaria de Saúde, mas esses carros não se encontram lá”, declarou o vereador.


 


O vereador Fernando Aguiar criticou, ainda, o fato de que na propaganda de suas redes sociais, a gestão informa que o atendimento com a ambulância só estaria disponível somente de 7h da manhã às 17h da tarde. “Depois desse horário se adoecer não pode procurar mais, é isso? Porque ela não vai funcionar depois de 17h da tarde”, disse.


 Outro ponto discutido em relação à saúde veio do pronunciamento do vereador João Filho (PR), que questionou o uso dos recursos advindo de emendas parlamentares do Senador Ciro Nogueira e Deputado Federal Átila Lira para a saúde de Luzilândia. De acordo com o vereador, o Projeto visava oferecer serviços de saúde em clínicas particulares ou mesma na Santa Casa de Saúde para a população, mas até agora o serviço não está sendo oferecido. “O que a gente ver é toda hora o povo pedido ultrassom, transvaginal, pedindo auxilio aos vereadores, porque o município não está atendendo à demanda. Eu digo vão na Secretaria de Saúde, eles dizem: não eles não estão autorizando, então queria saber o que houve com esse projeto”, comentou.


Vereador João Filho (PR)


 O vereador Cristóvão Rodrigues (PT) lembrou que havia pedido vista deste projeto  que advinha de emendas parlamentares, e que se aproximava de 2 milhões e meio. Segundo ele, o projeto foi votado em caráter de urgência, porque foram informados que tinha prazo e o risco deste recurso voltar. “Eu pedi vista deste projeto e pedi pressa também porque o recurso poderia ser utilizado na Santa Casa ou em hospitais particulares, o que favoreceria a população no quesito saúde, mas não sabemos os resultados desse projeto. Nós precisamos dá uma resposta para população porque foi votado nesta casa em caráter de urgência e até agora nada”, disse o vereador Petista.  


O Site Clica Luzilândia entrou em contato com a assessoria de comunicação para comentar o caso do uso indevido e das multas no veículo da saúde, mas fomos redirecionados para a assessoria jurídica, que nos prometeu um retorno, porém, até o fechamento dessa matéria não obtivemos resposta. O espaço está à disposição para posterior pronunciamento do município. Quanto ao Projeto que beneficiaria a população citado pelos vereadores Cristóvão e João Filho, tentamos um posicionamento da Secretaria de Saúde, mas tambem não obtivemos uma resposta.


Fonte: Da Redação do Clica Luzilândia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium