Terça, 16 de outubro de 2018
86 99956-1389
Brasil

30/04/2018 ás 23h57

114

Edição Paula Andréas

Luzilândia / PI

Governo Temer cede à ala política e anuncia reajuste de 5,67% para o Bolsa Família
O reajuste passar a valer a partir de 1º de julho para 3,8 milhões de beneficiários.
Governo Temer cede à ala política e anuncia reajuste de 5,67% para o Bolsa Família

O presidente Michel Temer (MDB) anuncia oficialmente na noite desta segunda-feira, 30, em pronunciamento de rádio e TV, um aumento no valor do Bolsa Família. O programa terá um reajuste de 5,67%, acima da inflação, conforme defendiam os auxiliares mais próximos do presidente, em contraposição à proposta da equipe econômica do governo. O reajuste passar a valer a partir de 1º de julho para 3,8 milhões de beneficiários.


Neste 1º de Maio, o presidente da República não podia deixar de mostrar serviço. Por isso, anuncio que acabo de autorizar o reajuste do Bolsa Família", diz o presidente, que não cita o porcentual na gravação, realizada na última sexta-feira, 27, quando o reajuste ainda motivava um embate no governo. O índice de reajuste foi definido nesta segunda-feira, em reuniões com Temer, e confirmado por nota oficial do Ministério do Desenvolvimento Social. 


"Também renovei o programa Luz para Todos, que beneficiará mais de 2 milhões de pessoas que não têm sequer um bico de luz. O projeto do novo salário mínimo está encaminhado, será o maior salário mínimo da nossa história", afirmou o presidente na gravação, que foi divulgada no Twitter. "Enquanto alguns passam o dia criticando, a gente passa o dia trabalhando."


Além dos programas sociais, Temer também afirma que vídeo que os 14,2 milhões desempregados no Brasil não devem perder a esperança.


"Você trabalhador que procura trabalho, não perca a esperança. O Brasil está crescendo, e, a cada dia, estamos criando mais postos e mais oportunidades", diz o presidente na gravação de 4 minutos e 30 segundos que irá ao ar às 20h30 desta segunda.


Com a decisão de dar aumento real aos beneficiários do Bolsa Família, os técnicos da área econômica terão agora que fazer os cálculos para acomodar o custo do reajuste dentro do Orçamento deste ano.


 



 


 O principal obstáculo a um reajuste maior que a inflação era justamente o impacto sobre as despesas do governo, que já estão bloqueadas por causa da possibilidade de frustração de receitas com a privatização da Eletrobrás e também têm a limitação do teto de gastos. O aumento do Bolsa Família foi anunciado em junho de 2016, logo após Temer assumir o governo. À época ,o porcentual foi de 12,5%.


O Bolsa Família atende atualmente a 13,8 milhões de famílias com renda per capita de até R$ 85,00 mensais ou até R$ 170,00 mensais quando incluir crianças ou adolescentes com até 17 anos. O Orçamento previsto para o programa é de R$ 28,2 bilhões.


Fonte: Estadão

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium