Sexta, 22 de junho de 2018
86 99956-1389
Especiais

21/03/2018 ás 23h43 - atualizada em 25/03/2018 ás 23h15

196

Redação

Luzilândia / PI

22 de março: Dia Mundial da Água. Veja Dicas para cuidar dessa riqueza
A Organização das Nações Unidas – ONU avisa ainda que em 30 anos a procura pela água vai crescer 30%.
22 de março: Dia Mundial da Água. Veja Dicas para cuidar dessa riqueza

Estamos assistindo hoje a falta de água para 1 bilhão de pessoas no mundo. Por isso precisamos aprender a preservá-la, assim como também recuperar e manter intactas as matas ciliares e os olhos d´água. A água é tão essencial para os seres vivos que sem ela uma pessoa desidrata e morre em dois dias, com plantas e animais não é diferente. 



Apesar de tudo a grande maioria da população não tem consciência da importância de reduzir o consumo e cuidar bem dela.
Quando limpa a água é fonte de vida, oferece saúde, já contaminada, dissemina uma série de doenças como hepatite, verminoses, diarréia, cólera, doenças e muitas outras doenças que só podemos evitar com o acesso a saneamento básico, coleta de lixo e drenagem urbana.



Para o consumo humano e animal a água precisar ser potável, ou seja, que pode ser consumida sem risco para a saúde. Os requisitos que a faz potável são: ser inodora (sem cheiro) incolor (sem cor) ter sabor indefinito - embora se consiga identificar qualquer outro sabor que se misture a ela e ainda precisa ser fresquinha.



Dicas para cuidar da água 
São muitas as regras de economia de água, muitas dela com atitudes simples e inteligentes se podem economizar bem o precioso líquido. Estima-se que por pessoa são gastos 250 litros de água em sua residência, somente em um simples banho diário uma só pessoa gasta, 20 litros de água por minuto, em uma descarga 10 a 12 litros.
Precisamos aprender a usar com moderação sabão em pó, detergente e o material de limpeza, manter as torneiras sem vazamento, não varrer o chão com água, enfim, aprender a economizar ao máximo nossa água.

 


Nascentes, nossa maior riqueza



As nascentes também conhecidas como olho d’água, “mina” d’água, fio d’água, cabeceira e fonte, devem ser tratadas como prioridade em uma propriedade rural. Elas correspondem ao local onde se inicia um curso de água (rio, riacho, córrego), seja grande ou pequeno e se forma quando o lençol freático atinge a superfície.
Para preservar uma nascente não é difícil, medidas simples evitam sua degradação como, por exemplo, cercar para evitar que o gado passe por sobre as nascentes e para ajudar a manter a área com sua mata ciliar e o solo intacto, contribuindo na infiltração das águas da chuva. É preciso também preservar a mata dos morros e das encostas.



As matas ciliares, vegetação das margens dos rios, são muito importantes porque elas evitam o desmoronamento das margens e o assoreamento dos rios. As leis de preservação ambiental determinam que em cursos de água de até 10 metros de largura, por exemplo, seja preservada uma faixa vegetação de 30 metros de largura em cada margem. 



Fazemos um alerta e uma denúncia a favor dos nossos rios Parnaíba e Poti. Por falta de cuidado, de educação ecológica e consciência cidadã, do poder público, dos governantes e de toda sociedade, nos causa dor e indignação, vermos nossos Rios e fontes de água morreram. O descaso é tamanho que existem centenas de bocas de esgotos que lançam águas servidas poluídas nos rios, contribuindo com suas mortes.


Da Redação

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium