domingo, 27 de maio de 2018
86 99956-1389
Luzilândia

13/03/2018 ás 00h06 - atualizada em 26/03/2018 ás 00h01

220

Redação

Luzilândia / PI

Jaqkeline Aguiar estaria sendo preparada para ser prefeita de Luzilândia
Pelas últimas atitudes da vice-prefeita, ela não pretende mais se aproximar do prefeito Ronaldo Gomes.
Jaqkeline Aguiar estaria sendo preparada para ser prefeita de Luzilândia

A grande ausência no aniversário de Luzilândia, neste sábado, 10 de março de 2017, quando o município completa 128 anos de fundação, foi da vice-prefeita Jaqkeline Aguiar (PMDB). Ela foi eleita na chapa encabeçada pelo prefeito Ronaldo Gomes (PTC) e apoiada pelos deputados estaduais Ismar Marques (PSB), primo dela, e Themístocles Filho (PMDB), hoje seu orientador político para um projeto de poder futuro.


Pelas últimas atitudes da vice-prefeita, os aliados e correligionários entendem que ela não pretende mais se reaproximar do prefeito Ronaldo Gomes.


No Dia internacional da Mulher, 8 de março, a vice-prefeita participou de uma missa em ação de graças à data simbólica ao lado do irmão, vereador Fernando Aguiar (PMDB).


Há meses que a vice-prefeita de Luzilândia está afastada do prefeito e das ações da Prefeitura Municipal. Após o irmão, vereador Fernando Aguiar, entregar na Câmara Municipal a liderança do prefeito, Jaqkeline Aguiar ficou equidistante das ações municipais, comparecendo apenas àquelas onde seu próprio nome é exaltado por correligionários e aliados políticos.


O que se diz nas rodas políticas da cidade é que a vice-prefeita estaria sendo preparada para, no futuro, eleger-se prefeita de Luzilândia. Dizem ainda que ela estaria já agora preparada para assumir a gestão municipal em qualquer situação.


Cordata, comunicativa, sempre sorridente e de bom relacionamento com todos, indistintamente, Jackeline foi eleita três vezes vereadora do município. No pleito eleitoral que disputou como candidata a prefeita, perdeu a eleição por apenas 884 votos, considerada uma proeza em virtude do desgaste político do então prefeito Alberto Carvalho, rompido com Janainna Marques. Na época, a candidata do PTB, Ema Flora (apoiada por Janainna), obteve 7.424 votos, 52,37% dos votos válidos. E Jaqkeline Aguiar (na época no PSB) obteve 6.540 (46,14%). Por fim, Hyran Aguiar (PSD) ficou na terceira colocação com apenas 211 votos (1,49%).


Fonte: Jornal de Luzilândia / Por Ivo Júnior

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium