menu
Luzilândia Piauí | Whatsapp: 86 99956-1389
Editor Chefe
Luzilândia - PI
PIAUÍ VOTA NÃO
POLÍCIA
POLÍCIA
PIAUÍ VOTA NÃO
Postada em 26/10/2017 ás 10h10 - atualizada em 26/10/2017 ás 10h23
Com Fábio Abreu votando NÃO e Marcelo Castro ausente, maioria da bancada do Piauí ajuda a livrar Temer
Placar foi de 251 votos a 233 e assim a Câmara dos Deputados rejeita, mais uma vez, enviar ao STF a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.
Com Fábio Abreu votando NÃO e Marcelo Castro ausente, maioria da bancada do Piauí ajuda a livrar Temer

Após 12 horas e 20 minutos de sessão, a Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira (25), por 251 votos a 233 (com duas abstenções e 25 ausentes), enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR).



Temer foi denunciado pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. A denúncia rejeitada pela Câmara também inclui os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral), acusados de organização criminosa. Esta é a segunda vez que os deputados livram o presidente de ser processado. A primeira denúncia, por corrupção passiva, foi votada em agosto e rejeitada, por 263 votos a 227.





Deputados se revezaram durante a votação (Foto: Divulgação)



COMO VOTOU A BANCADA DO PIAUÍ

A bancada de dez deputados federais do Piauí ajudou Temer. Foram cinco votos SIM, pelo arquivamento da denúncia, e quatro NÃO, pelo prosseguimento da denúncia junto ao STF. Por ordem alfabética, Assis Carvalho (PT) votou NÃO, Átila Lira (PSB) SIM, Capitão Fábio Abreu (PTB) NÃO, Heráclito Fortes (PSB) SIM, Iracema Portela (Progressistas) SIM, Júlio César (PSD) SIM, Marcelo Castro (PMDB) AUSENTE, Paes Landim (PTB) SIM, Rodrigo Martins (PSB) NÃO e Silas Freire (Podemos) NÃO.



A POLÊMICA PRESENÇA DE FÁBIO ABREU

A grande surpresa da bancada piauiense foi a presença de Fábio Abreu. Secretário estadual de Segurança, ele estava em Brasília (DF) para tratar de suas emendas desde a semana passada. Decidiu ficar para votar, como dono da cadeira, e criou um problemão para o governador Wellington Dias (PT). É que o suplente que votaria seria Mainha (Progressistas), que votaria SIM. Fazia parte de um acordo da base governista com o Governo Temer, intermediada pelo senador Ciro Nogueira, presidente nacional dos Progressistas. Mesmo com W.Dias deixando bem claro que gostaria que Fábio tivesse retornado, ele não voltou e preferiu ficar para votar.



A AUSÊNCIA DE MARCELO CASTRO E AS FALAS

Já a ausência de Marcelo Castro não foi surpresa. Assim como na primeira votação, ele preferiu não votar. O que contribui, indiretamente, para o não prosseguimento da denúncia contra Temer. Entre as falas, também não houve nenhuma surpresa. Os discursos mais polêmicos talvez seriam dos deputados Assis e Silas. O petista alfinetou o Governo Federal ao falar da “não privatização da Caixa Econômica Federal”. Já o presidente do novo partido Podemos no Piauí disse que vota pelo prosseguimento da denúncia porque não poderia “envergonhar o povo do meu Piauí”. Dos que tomaram o caminho do SIM, destaque para os deputados Julio Cesar e Heráclito Fortes. O presidente do PSD falou em “melhoria dos indicadores econômicos”, elogiando o Governo Temer, e Fortes relembrou o que considera “a quinta geração de políticos responsáveis do País”.



 



Saiba como votaram os deputados do Piauí:



Assis Carvalho - NÃO



"Não a privatização da Caixa Econômica Federal, não a privatização da Eletrobras, nosso voto é pelo Piauí e pelo Brasil, voto não".



Átila Lira - SIM



"Eu voto pela instabilidade política, pela retomada da economia e com o relatório do deputado Bonifácio de Andrada".



Capitão Fábio Abreu - NÃO



"Pela moralização desse país, pela transparência meu voto é não".



Heráclito Fortes - SIM



"Que o Pais cresça e acima de tudo prestando homenagem ao relator Bonifácio Andrada, que representa a quinta geração de políticos responsáveis e sério desse país meu voto é sim".



Iracema Portela - SIM 



Júlio César - SIM



"Pela melhoria dos indicadores econômicos, pela queda da inflação de 9,28 para 2,41, pela queda dos juros de 14,25 para 7,50, pelo crescimento do PIB que está negativo 5.4 para positivos, eu voto sim".



Marcelo Castro - ausente



Paes Landim - SIM



"Presidente estamos aqui fazendo jus ao político, pela suspensão das investigações assim como aconteceu na França e ao relator esse eminente Bonifácio de Andrada, que fui colega na universidade de Brasília, voto sim".



Rodrigo Martins - NÃO



"Toda corrupção, toda formação de quadrilha merece ser investigada, independe do local de onde ela tem sido instalada, por isso eu voto não ao relatório". 



Silas Freire - NÃO



"Não ao relatório, favorável a denúncia que é grave, é muito séria, porque enquanto eu estiver aqui eu não posso envergonhar o povo do meu Piauí".



Fonte: Oitomeia


leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Qual sua opinião sobre a atitude da Administração de Pintar parte da estrutura do monumento ao pescador com a cor azul?

Concordo
6 votos - 60.0%

Discordo
4 votos - 40.0%

Não quero. Não sei opinar
nenhum voto - 0%

facebook
twitter
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium