domingo, 24 de junho de 2018
86 99956-1389

30/09/2017 ás 16h20 - atualizada em 07/10/2017 ás 12h09

510

Redação

Luzilândia / PI

Moradores denunciam constante falta de água em Luzilândia
Segundo o chefe da Agespisa em Luzilândia o problema é que o sistema responsável por abastecer a cidade está ultrapassado.
Moradores denunciam constante falta de água em Luzilândia

Moradores do município de Luzilândia denunciam a falta de água nas torneiras quase todos os dias na cidade. Segundo as denúncias, alguns bairros estão sem o abastecimento há dias e os moradores precisam procurar soluções próprias para terem água para as necessidades mínimas como cozinhar e tomar banho. Mesmo assim, as contas de água continuam a chegar, não há mudanças nos valores das taxas e os moradores reclamam ainda da falta de informação por parte da Agespisa



A população que mais sofre com o problema da falta d’água são os moradores que residem em bairros localizados em partes altas da cidade, como o residencial São Domingos. “Aqui está passando de semanas sem vim, principalmente para os moradores que moram na parte alta do bairro, e quando chega, a água vem bem fraca e não dá para subir para as caixas”, conta Andreza Gomes, moradora do bairro. Ela também reclama que apesar da falta de água, a conta tem chegado regularmente na residência.





Porem, o problema não se restringe aos bairros mais distantes, Francisca Otawio, que reside no centro da cidade, também reclama do problema. Como a água não soube para as caixas, é necessário improvisar recipientes para guardar a água, sem saber ao certo quando ela voltará. “O pior é que na AGESPISA ninguém dá uma informação, a única certeza é que a água vai faltar”, desabafa.



O Clica Luzilândia entrou em contato com o chefe da Agespisa em Luzilândia, Alvaro Luís da Cunha. Segundo ele o problema é que o sistema responsável por abastecer a cidade está ultrapassado. “Uma caixa que tem vazão para abastecer 1.700 casas, tem que atender hoje mais de 4 mil, é como dividir um copo de água com 10 pessoas, por isso o fornecimento de água está sendo feito de forma alternada”.



Outro problema apontado é que com o calor desta época do ano, o consumo aumenta em torno de 30%, o que provoca a redução na pressão da rede de abastecimento.  De acordo com o chefe da Agespisa, como solução para o problema está sendo montada outra bomba que ajudará a abastecer a cidade através de um poço, e a perspectiva é que nas próximas semanas o abastecimento possa se normalizar.



Jornalista Paula Andréas/ Clica Luzilândia


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium